Demagogia eleitoral

-O candidato presidencial Cavaco Silva criticou ontem os cortes salariais na função pública. No entanto os mesmos apenas foram possíveis graças à aprovação do Orçamento de Estado, que o Presidente da República, Cavaco Silva, tão diligentemente procurou garantir, nomeadamente junto do PSD, deixando pouca margem de manobra a Passos Coelho para tomar outra opção, com um grupo parlamentar que olha para o líder com alguma desconfiança. Cavaco protagoniza um remake de péssima qualidade da Olívia patroa e Olívia empregada, com um comportamento em Belém e outro na rua, em campanha. Não perceber que o governo é impotente para aplicar igual medida ao sector privado, ainda é mais grave, pois significa desconhecer a Lei. Ou defenderia o professor de economia um aumento de impostos ainda maior? Não me passa pela cabeça que possa estar a utilizar demagogia, como arma para conquistar votos, a boa moeda nunca se alia ao populismo…

-Manuel Alegre por sua vez afirma ser o garante da defesa do Estado social. Mas omite pertencer ao partido que nos últimos 15 anos, governou 12, tendo sido deputado durante mais de 3 décadas. Apenas falta desenterrar velhos fantasmas da luta pela Liberdade, mas provavelmente recordará as suas próprias palavras há 5 anos, quando afirmou que a eventual eleição de Cavaco Silva, não lhe retiraria o sono, na altura pretendia atingir Mário Soares, agora porque o feitiço se virou contra o feiticeiro, clama por união. Na noite do dia 23, quando for merecidamente derrotado pelos portugueses, iremos assistir ao início das facas longas no PS. O BE por sua vez sairá incólume, afirmando ter contribuído com o seu empenho para uma vitória, que a desunião e alheamento da máquina socialista, não permitiram. Não será bem assim, muitos militantes do Bloco estão ao lado de Fernando Nobre, mas isso parece estar a passar ao lado da atenção geral.

Defensor Moura por sua vez ainda é mais bizarro, indigna-se contra a introdução de portagens nas SCUT, fala em defesa do comércio tradicional, com o maior desplante, porque sendo actualmente deputado na Assembleia da República, não lhe conhecemos qualquer iniciativa legislativa que suporte o discurso.

Comments

  1. Pescadores da Fuzeta ameaçm boicotar as eleições por causa da Barra que O polis abriu e que foi inaugurada com pompa e circustância depois de terem gasto 1 milhão de euros ,e que passados 2 dias depois dainauguração a barra já não oferecia condições de navegabiidade.
    podem ler tudo isso no blog Olhão Livre.
    Mas parece que os candidatos presidenciais não querem saber dessa questão.

    • António de Almeida says:

      Os candidatos presidenciais querem saber alguma coisa? Nem seque dos poderes presidenciais, porque estamos sempre a ouvi-los falar de questões para as quais não têm competência.

  2. Duvidas que com a entrada do teu querido FMI os impostos não vão subir? Cavaco, pelos vistos, é um homem de esquerda…

    • António de Almeida says:

      Tens dúvidas que Cavaco seja de esquerda? Subir impostos? Não me parece que seja essa a receita do FMI, mas um brutal emagrecimento da despesa…

  3. Alguma direita engasgou-se com esta afirmação de Cavaco.

    • António de Almeida says:

      Qualquer pessoa de bom senso, seja de Esquerda, Direita ou não alinhado, basta ter bom senso…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.