Quem não tem dinheiro não tem História

Museu Britanico, em Londres

O mercado já está a funcionar na Grécia: menos estado, menos segurança nos museus, mais espaço para a iniciativa privada, que naturalmente saberá conservar as peças agora desviadas do Museu de Olímpia.

O património histórico deve estar nas mãos dos empreendedores, caminho que de resto os britânicos já tinham traçado a grande parte do friso do Partenon, tão bem guardado em Londres. E como ficava bonita a Acrópole em Berlim.

Por estas e por outras, hoje também sou grego. Outros irão para a porta do Museu Nacional de Arte Antiga, aguardando a sua oportunidade.

Dia de Mobilização Internacional: Somos todos gregos:

Comments

  1. jorge fliscorno says:

    E qual é mesmo aquela famosa escultura que está no Louvre? Escapam-me o nome mas deve ter chegado por canais legalíssimos.

    Se estes larápios eram emigrantes, como refere o artigo do Público, se calhar também eram emigrantes aqueles que há dias incendiaram diversos monumentos num “protesto”.

  2. Lagartices says:

    ATENÇÃO: HÁ EVENTOS MARCADOS PARA SÁBADO 18.02 E SEGUNDA FEIRA 20.02

    LISBOA 18.02 – http://www.facebook.com/events/234418199983422/
    COIMBRA 18.02 – https://www.facebook.com/events/299370426791022/

    LISBOA 20.02 – http://www.facebook.com/events/151000555019135/
    PORTO 20.02 – http://www.facebook.com/events/151000555019135/

    INTERNACIONAL – http://www.facebook.com/events/300173683376937/


  3. Sim, o Napoleão também privatizou, coisas de imperadores.
    Quanto a essa de os bancos serem monumentos, não sabia, ando desactualizado.

  4. jorge fliscorno says:

    Bancos?

    Al menos 34 edificios, la mayoría históricos, fueron pasto de las llamas en el centro de Atenas.

    no El Pais

    editado: problema no link


  5. Centro Histórico e edifício histórico não é a mesma coisa. Foi destruído um antigo cinema neoclássico, do séc XX, o resto foram bancos e lojas estrangeiras. Acontece nas guerras, há sempre 100 anarquistas que fazem merda. O resto é propaganda.

  6. jorge fliscorno says:

    Não falei em centro histórico nem o artigo fala disso. E o resto não foi bancos e lojas estrangeiras (?) mas sim, segundo a polícia, «de 110 edifícios danificados, 50 dos quais queimados. Onde se incluem 9 listados como património nacional, maioritariamente de estilo neoclássico e de 30 lojas saqueadas». link

    Se há guerra, esta, tal como os conflitos de Paris e de Londres, é daquelas feitas de fogo amigo.


  7. Já foi repetida mais de 100 vezes, já deve ser verdade…

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.