KONY 2012, o vídeo que anda a correr o mundo

Com milhões de visitas em poucos dias, tem feito mais pela visibilidade das “crianças invisíveis” no Uganda do que muitos discursos, eventos, campanhas internacionais, etc. Para ver, lembrar e agir, mesmo considerando as polémicas (que são muitas, como lembra, num comentário a este post, a M. João Nogueira).

Comments

  1. marai celeste ramos says:

    Eu vi este documentário na TV duas vezes -verdade cruel


  2. Não há palavras que descrevam tanto horror.!!!
    Como é possível “o homem” viver praticando apenas o mal.?
    Temos que rezar muito para que o homem sinta necessidade de se encontrar, o mesmo é dizer,para encontrar o caminho para o qual Deus nos criou,que é Amor,Paz,e nunca a violência.
    Alda Maia

  3. Alvaro says:

    Tendo eu propio vivido em África comove-me muito ver esse senhor fazer tantas atrocidades. Prendan-no eu ajudo . Juntem-se a mim e vamos a procura desse macaco……..Vi muitas dessas atrocidades em mocambique e muito triste.

  4. Silvia de Almeida Castro Gandelman says:

    Horrível! Horrível! Horrível!

    Vamos abraçar a causa pessoal, é o mínimo que podemos fazer.
    Grande exemplo de uniáo que nos leva a refletir quantas causas, nós brasileiros, podemos abraçar e torna-las reais.

    Silvia de Almeida Castro Gandelman


  5. Enquanto o petróleo, e outras gulodices, saírem do Uganda para os nossos países sem grande problema… não faz mal… mais criança menos criança… que importa! É tipo a história dos telemóveis e ipad e cenas do géneros… não fossemos nós a comprar destes aparelhos às toneladas as crianças africanas nem trabalho escravo tinham…


  6. Reblogged this on paintboxtalks.

  7. evangéia says:

    ai ai, esse cara me deixa louca!!!!

  8. João Batalha says:

    Somente os mais nescios têm capacidade de acreditar que este video é um fenomeno de caridade. caridade é ir simplesmente para o meio do terreno e fazer algo realmente importante e consistente para ajudar. Como os medicos sem fronteiras (e quem tem tomates pra isso?). Sim claro que é uma boa iniciativa. Mas meus amigos é precisamente isso que eles querem que as pessoas pensem. Eu, que normalmente sou um ceptico em questões de caridade fiquei impressionado pelos primeiros momentos do video, embora acha-se que algo não estava muito bem encaxado fiquei sensibilizado pelo problema que existe no Uganda. Não é que para minha surpresa tinha mesmo razão? Malta! Gente! alguma capacidade de controlar as nossas emoções faz muita falta nestes momentos. Por amor de algum santo em que acreditem… caixinhas “gratis” com mensalidade ? loooool esta é das melhores piadas de stand up que eu já ouvi e eles supostamente não são comediantes.
    peço a todos que se comportem como gente crescida e façam o possivel para fazer com que as pessoas vejam a verdadeira intenção desta merda deste video manipulador. eles são estrelas pop, que fazem videozinhos a dançar e a cantar (o dinheiro que lhes fornecem proporciona isso de certeza), sem haver quaisquer referencias sobre o Uganda para alem deste video. Lol eles ate têm um cristãozeco muito bonzinho e santinho que nunca fez mal a ninguem na vida nem nunca foi ambicioso e ganancioso lol mais piadas ? nunca ninguem o foi… não é humano, nem nada, ser algo para alem de bom e moralmente correcto… vão enganar pro caralho que de lá ninguem os ouve a menos que queira.
    Já agora, alguem me sabe dizer qual foi a ultima vez que viu e ouvio o nome de um medico sem fronteiras a aparecer em hollywood ou na tv da sua casa? essa quantidade de pessoas que viu o video e aprovou a ideia devia ter vergonha e tentar lembrar se do nome de alguem mesmo importante como o Ghandi que morreu por pessoas que para alem de o questionarem ofensivamente não gostavam nem queriam que a vontade dele prevalecesse.
    Conselho: Sejam mais cepticos em relação a tudo, mesmo no que mais acreditam

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.