Proporcionalidade

Se cientistas são presos por não adivinharem um sismo, Gaspar pode ser esquartejado por não acertar no défice?

Comments

  1. Não é bem por não adivinhar o “sismo” Mas todo o país que se preza tem, com o o nosso, uma carta de áreas sísmicas (até pode ver na NET-carografia do ambiente) – e sabendo que é zona sísmica e em muitas situações dse podem reforçao os edifícios ao nível das fundações pelo menos – e entretanto L’Aquila é uma cidade muito antiga e feita de adobe e materiais muito frágie e mesmo valha – em Lisboa recordo eu que por causa dos sismos até na minha rua se reforçou a habitação antiga e secular ao nível de novos rebocos (em vez de areia e cal e palha faz-se de cimento que é material recente) mais resistentes que, a haver sismos, não caem de repente como Aquila e dão tempo para as pessoas “fugirem” – como fuig em 1967 com a família ao colo (do 5º andar) com o grande sismo de 6.7 Richter e fui para a rua – aliás era “Lisboa em camisa” nesse ano em que se pensava que 1776 voltaria e faria como fez e se dizia ser periódico de 200 anos, muito acidente ao longo de toda a falha que vai até CasaBlanca – recordo muito bem – aliás já não recordo bem se a Igraja de Assisi também não ruíu toda com sismo -todo o leito do Rio Tejo é uma enorme falha e toda a gente tem de saber isso – E também se sabe como os japoneses reforçaram muitos edifícios (nas fundações) para minimizar a intensidade do acidente sismico – o LNEC estuda sismos há muitos anos – hoje. creio eu, se não há só aldrabões como habitualmente) que toda a nova construção é anti-sísmica – a velha arquitectura reforça-se quando restaurada pelo menos

    • António says:

      Maria Celeste Ramos,

      Eu sou engenheiro de estruturas, e posso apontar umas coisas.

      O reboco não tem qualquer influência no reforço sísmico de edifícios, e a argamassa de cimento não melhora em nada o comportamento de estruturas face a uma acção sísmica. Se alguém sugeriu isso então vendeu gato por lebre, e provavelmente anda agora a passear num carro bonito à custa dos mais ingénuos.

      Nenhuma construção é anti-sísmica, e se a Maria Celeste Ramos ouvir aquilo que os peritos do LNEC em engenharia sísmica tem para dizer sobre as novas construções, irá rapidamente constatar que eles dizem exactamente o contrário do que disse aqui. Ainda há pouco tempo houve um congresso de engenharia sísmica em Lisboa, e tivemos peritos nacionais, como o eng. Mário Lopes, a discutir esse problema, e as coisas são muito menos animadoras do que era de imaginar.

      Sobre a decisão do tribunal, ela foi uma tremenda palhaçada. É uma decisão baseada completamente em ficção, e assemelha-se a uma caça a bruxas. Faria o mesmo sentido mandar prender o padre da paróquia por não ter chovido no verão.

  2. Os sismos não se adivinham mas os sismógrafos e sismografia estão tão evouluídos que se pode prever a sua ocorrência – e são estudos já muito avançados – mas até na previsão do clima se falha mas muito já se sabe e pos geólogos já sabem muito há muitos anos

    • António says:

      Errado. O máximo que se pode fazer sobre os sismos é aferir uma probabilidade de ocorrência baseada no registo de sismos. Porém, esses registos são tremendamente limitados e a frequência com que sismos significativos tem vindo a ocorrer é muito inferior ao período em que foram registados. Logo, qualquer previsão realizada agora não tem grande valor objectivo.

  3. Deficit e Gaspar ?? . E então porque é que Constâncio se pirou ?e Durão ?? E o que é o “pântano” de Guterres ?? e os grandes economistas que hoje mais uma fez foram dar bocas à TV ?’ coitados afinal não sabem nada de nada mas que aprenderam a prever a tendância dos fenómenos das economias e só querem o dinheiro que ganham e vêem depois ganhar uns trocos a dizer parvoices à TV – nem eu preciso deles para nada ?? Também fiz economia e cálculo das probabilidades e estatística e também Metereologia e Previsão do tempo ? e não sou ministra – nem quereria – E dizem que 2014 é que é bom ?? são mesmo doidos – Mas nem pensem nisso – é melhor mas é cada um aprender a poupar o mais que puder e não ter a tentação de fazer PPR e meter mas é debaixo do colchão o que tiverem e nem poupar já é fácil porque já se está, muitos, a pão e água e sopa e já comem da minha sopa

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.