Social-democracia: partir em caso de emergência

PSD

A social-democracia, enclausurada numa gaveta nos confis sombrios da São Caetano à Lapa, é uma espécie de extintor numa caixa de vidro que o PSD ameaça partir em caso de emergência. E digo ameaça porque nunca chega a sair da gaveta não deixando, porém, de servir o seu propósito do convencer uns quantos da existência de uma viragem à esquerda num partido que tratou de esmagar o Estado Social durante quatro anos. Um partido que liderou um governo que procurou colocar em prática uma espécie de liberalismo privatizador ao serviço das mais altas clientelas enquanto a precariedade, a pobreza e a destruição dos direitos laborais alastravam. Eles bem podem encenar a farsa da social-democracia as vezes que quiserem. Sá Carneiro continuará às voltas no túmulo.

Comments

  1. Geiger says:

    Acho uma falta de respeito e uma arrogância pafiosa o facto de haver autores no Aventar que falam sozinhos e sem contraditório.
    Não gosto!