Fidel


image
1926 – 2016

Comments

  1. Manuel Alves says:

    Morreu um ditador, assassino e canalha.

  2. Um líder incontronável do séc XX, das lutas e dos sonhos por um mundo mais justo.
    Tirou os Trumps desta vida da ilha de Cuba e, com erros e genialidade, devolveu dignidade ao seu povo,

    Apesar de tudo.

  3. Para os Alves desta terra... says:

    A economia de Cuba é sustentada por recursos naturais que variam de minerais como o níquel e cobalto, com paisagens tropicais que atraem milhões de turistas todos os anos. O capital humano é um dos principais pilares da indústria do país, com a maior taxa de alfabetização, expectativa de vida e cobertura de saúde de toda a região do Caribe.
    O índice de pobreza de Cuba era o sexto menor em 2004 dentre os 102 países em desenvolvimento pesquisados pela a Pnud, organismo da ONU.[3] Em 2014 Cuba está entre os 44 países do mundo que ostentam um alto Índice de Desenvolvimento Humano (acima de 0,800); o IDH de Cuba foi 0,838 Na América Latinasó ficou aquém do Chile.[4] O maior gasto, proporcional ao PIB, do mundo com educação pertence a Cuba (8,96% do PIB), seguida da Dinamarca (8,51% do PIB) e Suécia (7,66% do PIB).[5]
    De acordo com o relatório do PNUD sobre qualidade de vida e desenvolvimento humano, Cuba é o segundo melhor país para se viver na América Latina, com uma expectativa de vida de 78,5 anos e um de alfabetização de 99,8%, maior do que em países vizinhos, como México, Costa Rica ou as Bahamas. Em 2009, a UNICEF confirmou que no país houve uma desnutrição infantil de 0%.[6][7]

    • Manuel Gomes says:

      Estimado, não perca o seu tempo. Tire um bilhete de avião, apenas de ida, e pire-se daqui. Não olhe para trás! Vá directo para o paraíso Cubano.

  4. Piorquemao says:

    Sim, hoje foi um dia diferente,… o mundo respira melhor, foi já muito tarde, quem por cá nunca deveria ter andado,…

  5. Pablo says:

    Viva a revolução cubana !
    Viva a dignidade do povo cubano!
    Viva o Partido comunista cubano !

  6. Rui Naldinho says:

    Não há ditaduras boas, só há ditaduras más. Uma ditadura é sempre qualquer coisa de horrível que não trás boas recordações, a não ser aos algozes, e só até ao dia em que o população se revolte contra eles.
    Mas há ditadores com sentido de Estado. Líderes políticos que por razões ideológicas lutam por princípios em que acreditam, como sendo os melhores para o seu povo, independentemente de poderem ser contestados. Pessoas que são desapegadas dos bens materiais, sem apetites por fortunas ou vidas faustosas à conta do erário público.
    Foi assim com Salazar, com Fidel Castro, e outros ditadores.
    Mas já não foi assim com Mobuto, Ferdinand Marcos, Eduardo dos Santos, os príncipes Árabes, Mubarak, etc…
    Goste-se ou não, isso faz alguma diferença.
    Ou alguém tem dúvidas que se Fidel Castro fosse como o falecido presidente das Filipinas, Ferdinand Marcos, cuja mulher Imelda Marcos se dava ao luxo de ter mais de 2000 pares de sapatos nos vários armários dos sus aposentos no palácio, os Cubanos não o tinham posto fora?
    Ou como o José Eduardo dos Santos e a sua filha Isabel?
    Salazar sobreviveu todos aqueles anos porque era um casto homem de província que vivia com o seu ordenado e nunca se deu a luxos.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s