BCP – 625% a trepar a crise

Então a crise? Como é possível este aumento “orgasmático” dos lucros num banco em crise? E se não há crise no banco haverá uma boa razão para a entrada dos homens PS e do governo na Administração ? O que é que nos escondem? É a massa da CGD, nossa, que está lá a arder ? São os negócios finos?

Comments


  1. Crise? Qual crise? Upa, upa nas acções.

  2. Luis Moreira says:

    Quem adivinha o que se passou no BCP? Só o Joe é que guinchou e tambem já se calou? Isto até dá em verso!Não se passou nada?Então o que foi para lá fazer o PS?

  3. maria monteiro says:

    pois é… para alguns a ‘crise’ não é perder tudo é simplesmente ganhar milhões.E mais um caso eternamente mal explicado: Casa PiaFoi notícia no DN -> Criança abusada retirada à Casa Pia Directora do colégio foi afastada. Meninos voltaram a viver com a mãe.Duas crianças de 8 e 10 anos que estavam a cargo da Casa Pia foram retirada à instituição e colocadas à guarda da mãe depois de se confirmar que o mais velho sofreu vários abusos sexuais por um colega de 14 anos. Em causa, está o facto de a Casa Pia não ter comunicado a situação à mãe das crianças nem à Comissão de Protecção de Menores que acompanha o caso. Foi a mãe que alertou a Comissão depois de o filho de 10 anos lhe ter contado o que se estava a passar, durante um dos fins-de-semana que passava com a família. O comportamento do agressor já tinha sido comunicado ao tribunal e a nível interno já tinham sido tomadas medidas para manter os rapazes separados, mas nada tinha sido dito a respeito da vítima, admite a provedora da Casa Pia, Joaquina Madeira. A responsável considera “um erro lamentável e incomprensível” que os pais e as autoridades não tenham sido avisadas, mas diz que não houve intenção de esconder o caso. “Esta situação só penaliza a instituição. Há procedimentos que estão na lei e que não foram cumpridos. Isto é muito grave e por isso tomámos medidas”, assegura – foi aberto processo de inquérito que levou ao despedimento da directora de Sta. Clara, Fátima Consciência. Os dois menores voltaram já a viver com mãe, depois de dois anos institucionalizados. Tanto a vítima como o agressor estão a ter acompanhamento psicológico.

  4. Luis Moreira says:

    Pois é Maria, nós somos um país de gente porreira, suaves costumes nunca ninguem tem culpa de nada! Se não se importa vou colocar o seu comentário como posta.Obridago!

  5. carlos graça says:

    …sim, pacificistas, pois claro… depois do integralismo lusitano, andamos agora pela passerelle do nacional-porreirismo… realmente não se entende este malabarismo banqueiro… a culpa é minha, só pode, que devia ter aprendido menos tabuada….

  6. Luis Moreira says:

    Carlos, mas o governo agora passou a banqueiro ? Isto cá no social-porreirismo vai até onde?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.