ME escreve o que os Professores têm que dizer

Ora cá está! Finalmente.
Eu sempre achei um absurdo a forma como o centralista (como nunca, nos dias que correm!) Ministério da Educação nos dirige e costumar apontar como exemplo o dia das provas de aferição. O manual de aplicador é bem claro nas instruções que dá: não pense, não respire. Limite-se a ler.
Eu tenho uma teoria mas, não sei se com algum fundamento – esta medida visa estimular a leitura e enquadra-se no Plano Nacional de Leitura…

Imagem do Manual de Aplicador

Hoje o Público pega e bem na matéria que vem mostrar de forma evidente que a Autonomia das Escolas é apenas um conceito usado na mesma frase da palavra demagogia!
São coisas como estas, aos milhares, durante anos e anos, que nos fazem, a Nós Professores, estar num estado de pré-desistência total e absoluta. Escrevo repetidamente para que sejamos ouvidos: a nossa luta é também profissional claro, mas é muito mais pela nossa dignidade e pelo direito ao exercício da profissão. É muito isto.
Bom, vamos lá ler o Manual de Aplicador porque amanhã lá estarei, qual boneco articulado a ler as instruções.
Fiquem bem e façam por ser boas pessoas…

Comments

  1. Luis Moreira says:

    João paulo, a escola pública autonoma é condição necessária mas não suficiente de devolver a dignidade aos professores! Quando os professores deixarem de ser carne para canhão dos burocrats do ME e dos burocratas dos sindicatos, vão ter condições de fazer um trabalho que é fundamental para a sociedade.Aré lá, como dizes, vão continuar a ler manuais de instruções…

  2. Adalberto Mar says:

    eU POR MIM SOU DIFERENTE DO JP E DOS OUTROS DAQUI..SE HOUVER ALGUÉM QUE ME QUEIRA ENSINAR ALGO, E SE FOREM AULAS PRÁTICAS então até deixo o nº de telefone!!!ESTOU SEMPRE ABERTO À NOVIDADE! MESMO QUE VENHAM DO M.E. Nº TELEFONE 999555444333111 ANYTYME ANYWHERE!…BABY!

  3. Carlos Fonseca says:

    João Paulo, de tudo, o que eu mais gosto é da designação de aplicadores. Suponho que a autoria será da ministra ou de um dos secretários ou subsecretários. Poderá ser o Valter Lemos que é muito culto e lúcido. Aplicadores, sem desrespeito para terceiros, usa-se, com mais propriedade, para quem tem a função de aplicar materiais. Mas agora os professores também são aplicadores. O ME aplicou-lhes a pastilha.

  4. Luis Moreira says:

    Carlos, andamos nós a fazer e a estudar métodos de avaliação para ouvir coisas destas “aplicadores” de caixilhos ou de azulejos…

  5. carlos fonseca says:

    Luís, ser governado por ignorantes é muito triste.

  6. Luis Moreira says:

    Carlos, enquanto as escolas estiverem na dependência destes burocratas não há saída.Queremos uma escola autónoma com professores responsáveis.São tratados como se tivessem QI de crinças…

Deixar uma resposta