Quando a morte nos chega por SMS

a330

Que dizer e como encarar a morte que nos entra pelo ecrã do telefone sob a forma de uma mensagem? Como encarar quando algumas das mais belas palavras, como um simples mas tão importante “amo-te”, significa o fim?

Acredito que a todos nós a morte já bateu à porta. Com o seu infame manto negro e a tenebrosa foice já nos veio buscar alguém que nos disse muito. Alguém mais ou menos próximo. Um familiar, um amigo. Sabemos que é inevitável, acontece com todos e um dia será a nossa vez. Mas é inevitável sentir a dor que nos invade, um sentimento de perda que nos coloca frágeis, que nos mostra quão banal é a nossa vida e quão importante ela é.

Não sei se, de facto, alguma das 228 pessoas que estavam a bordo do aparelho da Air France, que hoje não completou a viagem entre o Rio de Janeiro e Paris, conseguiu ou não enviar mensagens de telemóvel a familiares, como contou o Jornal de Notícias brasileiro. Um ex-director geral do departamento de Aviação Civil desmentiu a possibilidade, porque o envio de mensagens por telemóvel seria muito difícil. Apesar de tudo, gostava que isso tivesse acontecido. Não porque daria contornos ainda mais dramáticos a um drama cruel, mas porque teria restado um último suspiro, um derradeiro sinal de termos sido lembrados. De alguém de quem vamos ter saudades temos, nos últimos instantes, saudades nossas.

Comments

  1. Carla Romualdo says:

    É um texto bonito e entendo o ponto de vista, mas a ideia de que as pessoas que iam no avião se deram conta do desfecho inevitável e tiveram tempo para enviar as mensagens parece-me muito angustiante.


  2. Sem dúvida, Carla.

  3. Carla Romualdo says:

    Quero com isto dizer que, fosse eu naquele avião, preferia não ter oportunidade para despedidas nem últimas palavras. E, da mesma forma, preferia não receber essa mensagem porque isso adensaria o sofrimento.

  4. dalby says:

    Eu pensei em fazer este artigo-Post mas pronto… já está feito , e bem feito e resumido. FIZ UM SOBRE O CONCORDE HÁ ANOS QUE GUARDO..MUITO TRIsTE! EU ODEIO AVIÕES MAS QUERIA ANDAR DE CONCORDE!! MERDA ..JÁ NAÕ FUI A TEMPO!! É SIMPLESMENTE DE UMA TRISTEZA MORTAL PROFUNDA MONUMENTAL, o que aconteceu com essa msg…. OS TELEMÓVEIS PARECE QUE VIERAM , COMO O CASAMENTO ACONSELHADO pelo LM, «PARA O BEM E PARA O MAL», PARA SEMPRE (mas hetero segundo ele em exclusivo!!!!)…ASSOMBRAR A NOSSA VIDA, OUTRORA MAIS PACATA, ANTES DA ERA ET – ERA TELEMOVEL..De facto, com a minha comadre, a tal que eu referi que foi a Fátima pelo marido ter durado todos aqueles anos, e ter resistido ao cancro..tantos anos quantas ela irá a Fátima a pé, por ele ter durado tantos, depois de declarado, a Quinita também teve direito a um msg de telemóvel assim…A sua cliente, ela tem um instituto de beleza e, (oh Luís, não tenho culpa, mas é mais uma bela e jovial viúva loura, de uma simpatia inexistente no resto do Globo), a sua cliente, saiu do gabinete, e disse-lhe «oh quininha vou agora ser operada a um transplante de fígado..mas antes mando-lhe uma msg..E MANDOU: EU LI, POIS A JOAQUINA, QUE NÃO É DE LÁGRIMA FÁCIL, NESSE DIA, NO CINEMA COMIGO, ESTAVA COM ELA, A LÁGRIMA, À PORTA JÁ A QUERER SAIR. Dizia a amiga-cliente, E CITO: « QUININHA, VOU ENTRAR AGORA NA MESA DA OPERAÇÃO, REZE POR MIM, E QUE TUDO CORRA BEM E ATÉ LOGO, desligo agora»(Tinha 36 anos…) BEIJOS X….Esta foi a msg ao final da tarde… E NÃO HOUVE MAIS NENHUMA!!DEUS GUARDE A SUA ALMA! e aos que caíram do alto do céu, hoje, da mais bela e cruel Natureza….ADALBERTO

  5. Luis Moreira says:

    Ficamos todos muito tocados por ser muito visível e ser muita gente.Mas todos os dias há desastres de carro, esses sim, profundamente lamentáveis, por serem evitáveis. Os desastres de avião são um encadeado de problemas onde é suposto não haver problemas. Um amigo meu sobreviveu ao desastre aéreo da Madeira, no avião da TAP.É tão rápido que só se apercebeu qundo o avião no chão começou a arder!

  6. maria monteiro says:

    Carla, eu também pensava assim mas aprendi que ter oportunidade para nos despedirmos de alguém é uma tranquilidade para quem parte e é um grande aconchego para quem fica.

  7. dalby says:

    E eu nem sei que hei-de aventar: acho cruel, trsite ambas e todas as formas, nem sei o que pediria ao destino..mas é absolutamente inolvidável para quem recebe isso..e para quem parte, parte com uma dor ainda maior..vai andar aí a vaguear no mundo depois, como almas penadas..eu acredito NISSO a fundo..

  8. Carla Romualdo says:

    Maria, entendo o que diz e estou de acordo, mas esta despedida é tão abrupta que não me parece que chegue a ser tranquilizadora.

  9. luana says:

    sem palavras estou… simplismente nos seres humanos deixamos de estar em um piscar de olhos… e que sofrimento estao passando os familiares… sem nenhuma noticia concreta

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.