Quanto vale a vida humana?

Costuma dizer-se que a vida humana não tem preço. Mas conforme a pessoa nos é próxima, esse valor vai aumentando, seja ele qual for. A vida da minha filha, por exemplo, não tem preço. Nem 20 milhões, nem 100, nem 1000, nem infinitos, como dizíamos quando éramos miúdos. A vida de uma qualquer criança no Sri Lanka ou nos Estados Unidos também não terá preço, mas sobretudo para os seus pais e para os que a amam.
Até que ponto trocaríamos a vida de uma pessoa que não conhecemos por um milhão de contos?
Lembro-me de ter ficado escandalizado, era ainda uma criança, quando o meu irmão mais velho disse que não trocaria o Totoloto pelo fim da fome em África. Que tinha muita pena, mas…
E agora, ficaria escandalizado da mesma forma?
Vem tudo isto a propósito de Cristiano Ronaldo e o Real Madrid. Quanto vale a sua vida? Para mim, como pessoa, não vale um chavo. Mas estou certo de que, para os seus, a sua vida não tem preço.
E como jogador? Bem, como jogador, Ronaldo (não é Rónaldo, senhores jornalistas, não é Rónaldo), vale aquilo que lhe quiserem pagar aqueles que o vêem jogar. Aqueles que compram as suas camisolas. Aqueles que querem saber da sua vida privada. Como dizia antes o Carlos Fonseca, a culpa até nem é sua. Por mim, não receberia ele um tostão, que eu só tenho olhos para o meu Portinho.

Comments

  1. Carlos Fonseca says:

    Estamos em sintonia. Ok!

  2. dalby says:

    Caro R-Boss, hoje lembrei-me de ti ao estacionar…por cima d e um passeio em Espinho, numa área recidencial..então fiz uma bo acção: coloquei o carro mais em cima do passeio de modo a dar espaço para passarem carros e o carrinho de um bébé com a mãe..até saí para medir..MAS ESSE O CARRO FICOU LÁ, QUE FICOU MUITO BEM porque NÃO HÁ ONDE OS PÔR..INTÉ