As vivências da democracia e a vergonha da violência

Acompanhadas pela leitura do Corão, mulheres iranianas aguardam na fila pelo momento de votarem nas eleições presidenciais mais concorridas dos últimos anos.

eleicoes_irao

(AP Photo/Kamran Jebreili, via Boston Globe)

Acompanhadas pelas canções (e por um insinuante piercing), mulheres iranianas festejam nas eleições presidenciais mais concorridas dos últimos anos.

eleicoes_irao2

(AP Photo/Ben Curtis)

Afinal, a democracia ainda pode ser uma festa. E festejada à maneira que cada um considera ser a mais adequada. Pena Ahmadinejad ter vencido. Pena os confrontos das últimas horas.

Deixar uma resposta