Estás bêbada, sua puta?

A frase, dita exactamente como aparece no título, ouvi-a ontem, mesmo à minha frente, de um filho para sua mãe. «Estás bêbada, sua puta?»

A senhora ia a andar normalmente, com o filho ao lado, quando de repente tropeçou no passeio e quase se estatelou no chão. O pirralho, que teria uns 4 ou 5 anos, saiu-se com aquela em tom bem audível. Não sei o que a mãe lhe respondeu, mas vi-a a segredar qualquer coisa e a ficar vermelha.

Como é óbvio, são coisas que o miúdo ouve em casa, provavelmente ditas pelo pai para a mãe. Como é óbvio, aquele miúdo irá um dia para a escola e dará azo a toda a sua educação. Como é óbvio, os professores serão as vítimas.

Quanto àquela mãe, tive muito pena dela. Quem não se respeita a si próprio, não pode ser respeitada pelos outros.

Comments


  1. Faltará dizer que, por este andar, tem lugar garantido numa claque de futebol ou no Parlamento, a avaliar pelo nível da discussão política na AR, como nos mostrou um celebre debate de Março passado.


  2. Se calhar ainda ouve o paizinho que é muito macho lusitano dizer para a mãe: ó puta, havias de ser boa como aquela professora de Mirandela que, a avaliar pelo tamanho das tetas deve ensinar muito bem.
    Remata, virando-se para o puto:
    Vê se te amanhas a papar uma professora assim.
    Portugal é um colosso!

Trackbacks


  1. […] o filho tem mão na mãe. E não é nada leve. Até me doeu! E logo me lembrei deste episódio, que li aqui há meses, muito antes de sonhar em ser convidado para escrever no […]