Os “fantasmas” do Irão

No Irão, como em Portugal, há fantasmas nas secções eleitorais. Por cá, são os falecidos que ainda continuam vivos nos cadernos eleitorais, inflacionando os dados da abstenção. São ainda aqueles que estão inscritos em mais de um local e há até os eleitores clones, como os senhores que votaram duas vezes nas eleições europeias.

No Irão, há três milhões de votos a mais, cidades onde houve mais votos que eleitores. Ainda assim um porta-voz do conselho eleitoral “assegurou que a votação nesses locais não afectou os resultados finais das eleições, ainda que os «votos-fantasma» rondem os três milhões”.

Três milhões de votos “fantasma” e os senhores dizem que não afectaram os resultados eleitorais? 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.