Thelma e Louise – road movie

Um filme que de uma penada reinventou o feminismo e o road movie, pela mão de Ridley Scott que dirigiu a Susan Saradon e Geena Davis que interpretam os principais papéis.

Relações amorosas insatisfatórias levam-nas à aventura, à procura da liberdade absoluta. Mas tudo se complica quando Louise mata um cowboy que procurou violar Thelma à saída de um bar. Agora são fugitivas, tudo se complica e sarilho atrai sarilho que não receiam.

Numa noite de tempestade Thelma é seduzida por um jovem sem eira nem beira ( estes homens podem desencadear atracções fatais) que lhe rouba o pouco que tem. Este personagem é interpretado por Brad Pitt, ainda desconhecido ( uma para a outra olha “o rabinho dele” ) em contraponto “ao rabão” do Harvey Keitel em cuja sombra “pode estacionar um camião”, segundo a opinião das fugitivas.

Um filme fantástico dos que me marcou para a vida, a coragem de duas mulheres que fogem à rotina e à sua vida medíocre e que levam o sonho para lá da morte. Quem experimentou a liberdade absoluta prefere atirar-se de uma ravina a ir para uma cela de cadeia.

Um filme que mostra que as mulheres podem e devem viver a sua vida sem precisarem a sombra de um homem ou de um qualquer medíocre emprego. O direito de viverem a sua vida como mulheres livres.

Passa hoje no FOX Next,às 22h21!

Claro, andei apaixonado pela Geena Davis até ela se casar com um actor medíocre que fez “A Mosca” uma coisa horrível, tal como ele.

Hoje vou ver se ela ainda se lembra de mim!

Comments

  1. isac says:

    alto lá! O Jeff Goldblum não é mau actor. Nem “A Mosca” é um mau filme. Muito pelo contrário. É um excelente filme. É uma pequena produção do Cronenberg e que apesar ser um remake (coisa que detesto) está muito bem feito. E mostra o outro lado do Thelma & Louise; o que excesso de liberdade pode causar.

  2. Luis Moreira says:

    Pois, mas o gajo roubou-me a Geena. nunca perdoarei ó cara…

  3. maria monteiro says:

    mas que maldade… espero que ao menos se tivesse lembrado de si…