Mais independentes nas listas do PS

Maria Rosário Carneiro

O Ricardo Alves localizou duas personagens que voltam a deputadas pelo partido de Sócrates: “duas senhoras que votam sistematicamente à direita, senão mesmo à extrema-direita, continuam por lá. A Rosário Carneiro é a número seis pelo Porto, e a Teresa Venda a terceira por Braga.”

Para os mais distraídos “o currículo destas duas damas, que começaram a ser eleitas pelo PS em 1995 (Guterres, lembram-se?), inclui votarem favoravelmente a homenagem parlamentar a um bombista de extrema direita, votarem contra a despenalização da IVG, tentarem punir quem «incentivasse o aborto através da publicidade», votarem contra a procriação medicamente assistida, moverem-se contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, contra o divórcio, enfim, contra tudo o que signifique a liberdade das pessoas decidirem sobre a sua própria vida.”

Não deixa de ser curioso que, após o afastamento de quem dentro do Grupo Parlamentar do PS votou por vezes à esquerda contra as ordens do Chefe, estas representantes da democracia-cristã no seu pior prossigam sorrateiramente a sua carreira parlamentar.  Sempre podem dar uma ajuda, servindo de ponte se o PS precisar dos votos do PP.  Já Miguel Vale de Almeida encontrará certamente  nestas suas novas colegas companhia para  trocar umas ideias sobre igualdade de género. Até porque o seu voto pode muito bem chegar para impedir uma lei sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Comments

  1. maria monteiro says:

    Só tinha estado em Braga uma vez, agora, passados mais de 40 anos, voltei à cidade dos arcebispos… Curiosa como sou, fiz o que gosto de fazer… andei por muito lado, vi muito, perguntei muito… Do que vi e ouvi eis o resumo: a Igreja é quem mais ordena / dentro de ti ó cidadePouco interessa PS, PSD;…. sem programas ….as pessoas votam pelo que lhes ordenam e… estamos conversados.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.