Santarém, Capital do Gótico


O facto de me ter tornado, de repente e contra minha vontade, uma figura de culto da blogosfera, obriga-me a ver o que se escreve por aí com um olhar diferente. Há coisas que me fazem sorrir, algumas outras que me fazem rir a bandeiras despregadas.
Anda por aí um gentil rapazola com umas ideias assaz estranhas sobre o património edificado de Santarém. É um mocinho arrojado, com qualidades, e muito me desgostou, há umas semanas atrás, que tenha anunciado o seu abandono da blogosfera. Talvez porque não tenha havido uma única alma caridosa a pedir-lhe para não ir embora, decidiu regressar. Fico contente, caso contrário não teríamos estes momentos de boa disposição.
No entanto, penso que devo intervir perante os dislates que têm sido escritos pelo simpático garoto. Não é por nada. É que, por uma questão de idade e de estatuto, devo-lhe esta pequena ajuda. Afinal, ninguém gosta de ver os outros a cometer erros, e a mim não me custa nada dar a mão a quem precisa.
Assim sendo, passarei a publicar, a partir de amanhã, alguns excertos da obra «Santarém: Capital do Gótico», por mim publicada, em 2004, sob o Alto Patrocínio da Câmara Municipal de Santarém. A parte relativa ao património edificado, como é óbvio, é aquela que, neste contexto, mais interessa. Dedico-a, com sincera amizade, ao esforçado ganapo.

Comments

  1. dalby says:

    Eu na parte que me compete, em relação a Santarém, gosto da feira da comida..e do parque de estacionamento à noite, pois a tourada ali promete!!!…È GÒTICO do mais puro! E por ser a capital do Ribajeto já por si vale mil pontos…em relação à personagem de que falas….dá-me ciume/inveja porque está com mais sorte que eu: ele leva compreensão e eu levo as más palavras e a porrada toda!!!! Gótico não é a minha especialidade..gosto mais de farturas com canela e açucar em pó no S Bartolomeu! (P.S. espero não ter dito nenhum insulto, alguma boçalidade e ataque a ninguém!!!..nem que tenha chamado nomes a ninguém etc etc e tal, como manda a folha dos deveres do Aventar!!!)


  2. […] (primeira parte e explicação do «bodo aos pobres» aqui) […]

  3. dalby says:

    Revolução gótica sérá o dia em que vou meter a minha lata no passeio da porta (estacionado) do nosso R’!!!..Se eu conseguir a morada dele, NEM VOU HESITAR..SÓ O THRILLL DE O IMAGINAR A SAIR DE CASA E A MINHA LATA EM FRENTE à porta fico eixsssitádo!!!..ATÉ ME DÁ ARREPIOS E NÃO DIGO ONDE!!!!!


  4. […] parte e explicação do «bodo aos pobres» aqui) Foto tirada daqui. Em função do clima, dos solos, da topografia e da ocupação humana, é […]


  5. […] parte e explicação do «bodo aos pobres» aqui) SCALLABIS, A ESCADA DE […]


  6. […] primeira parte e explicação do «bodo aos pobres» aqui) […]


  7. […] Capital do Gótico (IV)Santarém: Capital do Gótico (III)Santarém: Capital do Gótico (II)Santarém, Capital do Gótico Partilhar no Twitter 30 […]


  8. […] (primeira parte e explicação do «bodo aos pobres» aqui) […]


  9. […] (primeira parte e explicação do «bodo aos pobres» aqui) […]


  10. […] (primeira parte e explicação do «bodo aos pobres» aqui) […]

  11. dalby-o-calmo says:

    zzzzzzzzzzzzzzzzz ESTE QUER É ZOOM!!! ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz


  12. […] (primeira parte e explicação do «bodo aos pobres» aqui) […]

  13. dalby-o-calmo says:

    Deus em livre…. tanto gótico socorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo


  14. […] parte e explicação do «bodo aos pobres» aqui) SANTARÉM E O 25 DE ABRIL: DAQUI PARTIU A […]


  15. […] (primeira parte e explicação do «bodo aos pobres» aqui) […]


  16. […] (primeira parte e explicação do «bodo aos pobres» aqui) […]


  17. […] (primeira parte e explicação do «bodo aos pobres» aqui) […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.