POEMAS DO LUSCO-FUSCO

Deixa-me sozinho no meu barco

à entrada do mar

na manhã fria do teu corpo…

o sol ainda pode chegar

e aquecer um verso para o teu poema.

                              (adão cruz)

(adão cruz)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.