CARTA ABERTA A BARACK OBAMA

CARTA ABERTA A BARACK OBAMA (7)
Ao sentir-me arrepiado, penso que uma boa parte dos povos do mundo e mesmo do povo americano e israelita, provavelmente se sentirá tão arrepiada como eu. Metade do mundo não é nem burra nem atrasada mental. Os criminosos sabem disso, mas têm nas mãos as armas que lhes permitem chafurdar em sangue e rir-se dos que se arrepiam, ainda que o façam do intocável alto da sua brutalidade, tão grande como a sua pequenez. Homens destes respiram fumo de pólvora, alimentam-se de sangue, corre-lhes petróleo nas veias e as circunvoluções cerebrais são armazéns de dólares. Longe de mim pensar que o Senhor poderia vir, um dia, a ser um desses!
Onde pára a comunidade internacional, aquela que se reclama de humana, equilibrada e defensora dos direitos humanos e do Direito internacional? Onde param os mandantes dos outros países que se dizem melhores? Onde se encontram esses melhores que nem coragem têm para ladrar quando a caravana passa? Ao tornarem clara a sua falta de coragem e dignidade para se imporem como contra-poder de humanidade e justiça, transformam-se em miseráveis cúmplices deste martírio universal.
Já repararam quantos milhares de bandeiras americanas e israelitas foram queimadas por esse mundo fora? Para qualquer ser humano deste planeta era motivo para parar e pensar. Para qualquer político humano, honesto e medianamente inteligente era razão para parar e pensar. Para qualquer cidadão americano que se considere pertencer a esta frágil espécie que, ao contrário dos outros animais, caminha na vertical, era motivo para parar e pensar. Para qualquer América que tivesse o mínimo de inteligência e respeito por si própria, era razão para parar e pensar. A esta América e a Israel, seu tentáculo direito, nenhuma razão os faz parar para pensar. Não tenho dúvidas de que há-de chegar o dia em que terão de pensar para parar. Mas nessa altura já não existem bandeiras para queimar.
Amigo Obama, não deixe que a lágrima de alegria que nos aflorou aos olhos no dia da sua eleição, se transforme em lágrima de sangue.
Um grande abraço amigo Obama. (Conclusão).

                         (adão cruz)

(adão cruz)

Comments

  1. dalby says:

    Carta aberta a Adão Cruz (I):GOSTAVA QUE FIZESSE UMA QUADRA DE S.JOÃO AOS DÎTAMES QUE VÊM HOJE NOS JORNAIS SOBRE A RECENTE E RESSURGENTE NOVA POPULARIDADE DE ESTALINE NA RÚSSIA!!!!!.PENSO QUE DARÁ A MELHOR QUADRA DE S.JOÃO!dalby

Deixar uma resposta