POEMAS DO LUSCO-FUSCO

Não sei o que nasce e renasce em mim.
Sei que na ilha deserta onde há muito naufraguei
por teimar na rota certa
não entra sol que acenda as ruas do meu intento.
Sei apenas que sendo meu barco de sonho e loucura
teu rosto reaparece
e diz-me
que a vida sabe a fel
e não vale a gota de mel
que deixas na minha boca.

                           (adão cruz)

(adão cruz)

Comments

  1. dalby says:

    Carta aberta a Adão Cruz (I):GOSTAVA QUE FIZESSE UMA QUADRA DE S.JOÃO AOS DÎTAMES QUE VÊM HOJE NOS JORNAIS SOBRE A RECENTE E RESSURGENTE NOVA POPULARIDADE DE ESTALINE NA RÚSSIA!!!!!.PENSO QUE DARÁ A MELHOR QUADRA DE S.JOÃO!dalby

Deixar uma resposta