Este campeonato é vermelho, está pouco azul e não vai ser encarnado

Declaração imediata de facciosismo: Domingos Paciência foi um dos jogadores que mais idolatrei, um avançado como eu gosto, inteligente e eficaz.

Como treinador colocou a Académica na primeira metade da classificação. Praticamente com a mesma equipa, hoje está em último. O mesmo, mas ao contrário, se pode dizer do Braga.

Há tipos que têm estrelinha de campeão, que somam ao talento. Domingos tem, aquele “estou habituado a vencer” que tantas vezes repetiu a época passada, a parte mágica que pertencendo ao domínio da fé e do irracional não deixa de marcar o golo decisivo no último minuto do jogo.

Ontem vi um Porto que começou bem, podia ter vencido por mais, mas é uma equipa Hulk-dependente, e o moço agora desperdiça golos porque deve ter um campeonato particular na secção das assistências. Tenho muita pena, mas assim arrisca-se a disputar o segundo lugar.

Também bocejei assistindo a um bocado de outro jogo. Os bebés de Matosinhos lá perceberam que esta temporada quem vai ao colo são os meninos da luz, e fui acordar para outro lado. No próximo dia 1 de Novembro (mais um menos outro) Jesus vai a Braga ver todos os santos. Depois conversamos sobre o Natal.

Comments

  1. figueiredo says:

    Os cães ladram e a trituradora passa

Deixar uma resposta