Não, não me comprometas

Não deveria este texto ser outro e dirigir-se à direcção do PS para que esta resista a todas as tentações e a todas as pressões (sabe-se lá até que ponto estas chegarão…) para que não se entenda preferencialmente, ou apenas, com o CDS e/ou com o PSD? Deixo a pergunta por duas razões: porque sei de quem tenha assinado o presente apelo única e exclusivamente para tentar evitar que o PS «se encoste» à direita e porque, pelos nomes que reconheço na lista de subscritores (e são muitos), vejo que o grosso do pelotão é de eleitores do PS. Assim sendo…

Joana Lopes

Ora aqui está porque

Não, não, não subscrevo, não assino

Comments


  1. Por mim, parece-me que devíamos quebrar o “enguiço” de 1974-75 e o PS aliar-se-ia preferencialmente em coligação, ao BE e à CDU. Em apenas um ano, sempre tiraríamos a prova dos nove e veríamos até onde a economia e bem estar chegariam. Estou farto de lendas. Farto!

  2. Luis Moreira says:

    Tal como já disse num texto, a última barreira ideológica que permanece desde o 25 de Novembro dos anos de brasa, é trazer o PCP para o governo, mas tem medo, muito medo, do “abraço de urso”!

  3. maria monteiro says:

    LM, se a CDU tivesse medo de ir para o governo não formava listas, não fazia programas, silenciava-se nos tempos de antena… Quem tem medo são os outros, aqueles que depois não terão tanta facilidade em criar milagres da multiplicação

Deixar uma resposta