Apalpado ou a raios x ?

A segurança está a cercar perigosamente a nossa liberdade. Há quem considere que não podemos perder nenhum dos nossos direitos democráticos em troca de mais segurança, o que sendo muito bonito, é tambem muito lírico. A aparelhagem de escuta e de visionamento já invadiu o espaço público, com o “Grande Irmão” em todas as esquinas a observar-nos, a escutar-nos, a tomar conta de nós.

Vendem-se, ali na Praça de Espanha, aparelhos que desde a rua podem interceptar as conversas que temos em casa ou os telefonemas que fazemos. Tudo para nosso sossego! Hoje, com o telemóvel, a via verde e a curto prazo, com a nova matrícula dos automóveis, podemos estar sempre no visor de um qualquer funcionário obediente e obrigado.

Agora em Manchester, no aeroporto, terminal 2, está a testar-se um scanner que despe o candidato a passageiro. Maminhas, contornos dos digitais e piercigns, a forma do corpo, aparece tudo como Deus ordenou. Tambem detecta armas, explosivos e outras coisas esquesitas, mas tudo a ser observado por um funcionário que não vê a pessoa, e com os registos imediatamente destruídos.

Se preferirem podem sempre ser apalpados, mas asseguram as autoridades aeroportuárias que as imagens não são eróticas nem pornográficas.

Valha-nos isso. Já me estava a ver em cuecas e meias. Prefiro ser apalpado.

Tem mais calor humano!

Comments


  1. Não é só nesse aeroporto. É um sistema que começa a ganhar ‘espaço’ em muitas aerogares do género. Não tarda a ficar institucionalizada.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.