Freeport – comissões houve. Quem as recebeu?

Novo fax (novo para a gentalha tuga, claro) há muito nas mãos da polícia Inglesa, vem não só confirmar que houve comissões, o seu montante, em libras (dá cerca de três milhões de euros) como a razão para serem pagas naquela altura.

 

O governo de Guterres estava de saída e  havia que pagar para que tudo  ficasse preto no branco. O não pagamento impedia o licenciamento do Freeport,  naquela altura e  perdiam-se mais uns anos, com o processo a voltar ao ínicio.

 

Diz a SIC que já estaria nas mãos da TVI (a tal que calou a voz à Manela e que foi comprada com a massa dos fundos de pensões da PT) mas que só agora veio a público, convenientemente.

 

Claro que tudo isto são coincidências e nada está provado.

 

Mas que este fax entre executivos da empresa proprietária do Freeport existe, existe! Para além de tudo o mais que já sabemos e que tambem não está provado.

 

Provado, provado está, que temos um empreendimento licenciado à pressa e com graves atropelos a uma zona protegida, vídeos a chamarem os bois pelos nomes, familiares envolvidos, reuniões com quem tinha capacidade de autorizar e agora o fax da polícia inglesa, a dizer o preço e as razões.

 

Só falta alguem confessar para termos caso!

 

 

Deixar uma resposta