Chavez a correr para o abismo

A Venezuela, país de petróleo, não tem água nem electicidade.

 

O culpado é El Niño, uma corrente de água quente que atravessa o Atlântico e que tem uma profunda influência no clima, diz o presidente Chavez.

 

Racionar a água e a electricidade é para já o caminho, aumentar o preço, porque as barragens que se não fizeram não são solução a curto prazo.

 

O apoio a Chavez começa a tremer, já há vozes a dizerem que o governo não faz o trabalho de casa. Entretanto, na velha tradição dos homens providenciais, Chavez arranja inimigos externos, para distrair as atenções dos problemas internos e reforçar a coesão.

 

Agora é a Colômbia de onde vem parte da electricidade, o inimigo escolhido.

 

Qual será a próxima  solução Chavez?