Amordaçar os jornais…

Na Sábado desta última 5 ª feira, vem um texto sobre a publicidade colocada e paga em diversos jornais pelas empresas controladas pelo governo.

 

"Quando o jornal SOL publicou a primeira notícia a revelar a existência de uma investigação britânica ao caso Freeport, em Janeiro de 2009, um dos directores do semanário recebeu um telefonema que podia livrar o jornal da falência….

 

O jornal preparava a segunda notícia com o DVD que refria o nome Sócrates.O telefonema pretendia travar a notícia.

 

" Uma pessoa do círculo próximo do primeiro-ministro e que conhecia muito bem a situação do jornal e a nossa relação com o banco BCP disse-nos que os nossos problemas ficariam resolvidos se não publicássemos a segunda notícia do Freeport" assume à Sábado o director do SOL José António Saraiva.

 

"É evidente que Armando Vara era a pessoa que tinha o pelouro do SOL no BCP e que todos os assuntos relacionados com o SOL passavam directamente por ele, e isso nós sabíamos! acrescenta José António Saraiva.

 

Há mais. Vem nas páginas 75,76 e 77.

Comments


  1. Um excelente e oportuno trabalho da Sábado e com o qual só se espantam os distraídos.Mas a culpa, caro Luís, é de todos os que não comprando jornais, não querendo estar informados, obrigam os OCS a viver da publicidade e não da venda em banca.Já agora, para que não se pense que é um exclusivo da política, recordo a saga Expresso Vs BES por causa de um conjunto de artigos (excelentes) de Jorge Fiel. Resultado: o BES regressou à Impresa e Jorge Fiel regressou a casa…


  2. Mas é preciso uma e outra vez denunciar esta afronta, de um governo que utiliza o nosso dinheiro para calar vozes  independentes. Depois há gente, muita culta, muito bem, que chama delatores a quem não se “aconchega” a este estado de coisas.