Coragem!

Os meus companheiros do Aventar (boa parte) serão parte substancial daqueles que vão ficar “podres” com o facto de o PSD não ter chumbado o OE2011.

Os meus companheiros do Aventar (boa parte) fazem parte daquela maioria que considerou um erro a proposta de revisão constitucional.

Os meus companheiros do Aventar (boa parte) pertencem ao grupo daqueles a quem os cabelos se arrepiaram quando ouviram Passos Coelho afirmar “A ideia de que não se pode mexer em direitos adquiridos é uma ideia que cai no dia que for preciso“, ou seja, quando faltar o pão…

Só vos peço que pensem no seguinte: era ou não bem melhor para Passos Coelho, após a vitória nas directas, estar caladinho e quietinho esperando, apenas e tão só, que o poder lhe caísse no colo, como era previsível e hoje perfeitamente notório? Não foi assim com Durão? Não foi assim com Sócrates? Idem com Guterres? Foi, não foi? E deu no que deu, não deu?

Pois com Passos Coelho é diferente. A coragem de ser diferente, de dizer, desde já, ao que vem e para onde quer ir. É tão diferente do habitual na política caseira, não é? Não estamos habituados à verdade.

Não mudei de opinião sobre o OE2011, considero-o, por aquilo que dele conheço, um desastre – que nem tão poico será cumprido por estes senhores que, ainda, nos governam. Não tenho dúvidas que Passos Coelho também não gosta, até por não ser o seu orçamento. Mas preferiu o caminho, popularmente, mais difícil e vai abster-se.

Ele prefere seguir as suas convicções. No caso são diferentes das minhas mas a sua coragem em trilhar o caminho mais difícil faz-me acreditar que pode ser ele a estar certo e eu errado.

Sinceramente, estou cada vez mais convencido que fiz muito bem em largar o distanciamento político a que me tinha imposto nos últimos anos e voltar a acreditar. Estou certo que temos Homem.

Eu admiro a coragem, eu prefiro aqueles que não se amedrontam e trilham o caminho mais difícil, contra ventos e marés. Eu acredito na mudança e não estou arrependido.

Comments

  1. Ricardo Santos Pinto says:

    Pois, até há pouco tempo o nosso colega do Aventar Fernando Moreira de Sá era completamente contra a aprovação do Orçamento.
    Acreditar na mudança? Vai acreditando, meu querido amigo. E que a desilusão não seja muito grande quando a realidade nos cair em cima.

  2. Fernando Moreira de Sá says:

    E que tal, meu caro, leres com olhos de ler o que lá está: não mudei a minha opinião sobre o OE. Mas posso estar errado pois não sou daqueles que nunca se enganam e raramente erram.

    E tu, Ricardo, também não, pois não?

    • Ricardo Santos Pinto says:

      Claro que não. Mas em relação aos políticos, penso que não me engano. De uma forma ou de outra, são todos iguais. Não precisas de te chatear comigo, meu caro.

  3. Fernando Moreira de Sá says:

    Já agora, podes complementar a leitura deste meu post com mais estes dois e assim veres “o quadro todo”:

    http://albergueespanhol.blogs.sapo.pt/665046.html

    http://oscafeinicos.wordpress.com/2010/10/29/e-uma-coragem-extraordinaria/

  4. Fernando Moreira de Sá says:

    Chatear? O tanas! Só não abdico de continuar a considerar o OE péssimo e não fujo ao que escrevi sobre ele, bem pelo contrário.

  5. A. Pedro says:

    Caro companheiro de blogue:
    Nem podre, nem de cabelos em pé. Mas, se abster-se é ser corajoso, o povo português é muito corajoso seja na participação cívica, seja na participação política, seja no retirar de consequências em relação à situação vigente. Se abster-se é ser corajoso, ninguém, nunca, jamais, em tempo algum, nos pede meças. “Abster-se”, caro Amigo e companheiro de blogue, é o que nós fazemos melhor.

  6. carlos fonseca says:

    Caro Fernando Moreira de Sá:
    Temos idades diferentes, com vantagem para ti. Sem que o entendas como ofensa, digo que provavelmente, no teu lugar, também acreditaria. Tenho uma experiência de vida mias longa que, como cálculas, me molda o pensamento de forma distinta. Desde há muito que nada me deixa podre ou electriliza os cabelos. E também não me entusiasma facilmente. Portanto, sou compulsivamente prudente. Espero para ver, mas à partida não acredito. Oxalá esteja errado e tu com a razão.
    Um cordial abraço.


  7. Caro A. Pedro, no caso presente a abstenção é um acto de coragem na medida em que o voto contra seria bem mais popular. Era isso que pretendia mostrar.

    Caro Carlos, leio e ouço sempre atentamente as sábias palavras da experiência. Sobretudo daqueles cuja experiência de vida me faz prender a atenção. É o caso. Eu ainda me entusiasmo, provavelmente sou crente. Espero não me desiludir, pelo menos numa primeira fase. Não por mim, mas pelo país. Nunca, nos últimos anos, precisamos tanto de gente em condições.

    A ver vamos.

    Abraço a todos.

Trackbacks


  1. […] recentesTweets that mention Parabéns D10S | Aventar — Topsy.com em Parabéns D10SFMSá em Coragem!carlos fonseca em Coragem!luismiguel em David Borges, o Porco da Bola (a propósito do Académica […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.