A Amnésia e a Sobranceria Afectam Cada Vez Mais Portugueses – 3

Comments


  1. É interessante ouvir este sr. Américo Ramalho declarar com toda a convicção que a linha não é rentável do ponto de vista económico-financeiro. Utiliza-se sempre esta desculpa para proceder ao encerramento das linhas férreas e para proceder à respectiva substituição por betão e asfalto.

    No entanto nunca se fala dos subsídios que os transportes rodoviários recebem e que sem os quais não creio que fossem também eles viáveis. Obviamente que não haveria empresa de transportes viável se esta tivesse que construir a infraestrutura necessária para operar (estradas, pontes, túneis e afins). Ou seja a viabilidade económica-financeira apenas pode ser equacionada se tivermos em conta toda a economia e não só o negócio ferroviário. Os transportes rodoviários são subsidiados na medida em que têm toda a infraestrutura oferecida, ou muito perto disso.

    Como o transporte ferroviário é de longe mais eficiente a todos os níveis (consumo de energia, custo das infraestruturas, preço do material circulante, etc) apenas podemos concluir que o asfalto e betão é preferido neste país porque dá muito mais a ganhar aos porcos dos políticos e respectiva clientela.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.