Cavaco prefere ser reformado a ser Presidente da República

Se um vencimento corresponde à justa remuneração por um trabalho, será justo alguém prescindir do seu vencimento? Cavaco fá-lo e pretenderá ter um gesto pedagógico e generoso para com um País cuja economia está deprimida. No entanto, não posso deixar de me perguntar: não foi alguém parecido com Cavaco que, há pouco tempo, criticou os cortes dos salários na Função Pública? Pergunto ainda mais: não será o Presidente da República uma espécie de funcionário público, o topo mesmo da Função Pública? Se admitirmos que sim, não estará Cavaco a cometer uma injustiça relativamente a Silva?

Entretanto, a partir do início deste ano, já não será possível acumular pensões com vencimentos de Estado. Cavaco Silva não é, portanto, abrangido por essa obrigação, uma vez que a lei nem sempre pode ter efeitos retroactivos. Mas, e se um homem sério, preocupado em dar um exemplo à classe política, resolvesse, mesmo sem ser obrigado, prescindir das pensões, enquanto receber um vencimento, antecipando o cumprimento de uma norma que contribuiu para aprovar? Era bonito, não era?

Adenda: Graças ao comentário pertinente e informado do leitor Marco Gomes, sou obrigado a corrigir o tiro. Na realidade, a nova lei obrigou Cavaco Silva a escolher: pensões ou vencimento. Optou pela fatia maior: as pensões. Afinal, não foi uma questão de generosidade.

Comments

  1. Marco Gomes says:

    Penso que o presidente Cavaco Silva foi abrangido por esta lei. Em concreto, ele não prescindiu do seu vencimento, foi obrigado a tal.

    http://sol.sapo.pt/inicio/Politica/Interior.aspx?content_id=9225

    • António Fernando Nabais says:

      Muito obrigado pela correcção.

      • Marco Gomes says:

        Não foi a Ética que determinou esta decisão, foi a lei. A “prova provada” foi a sua conduta durante o anterior mandato (acumulou, sem mal estar, as pensões com o vencimento).

        🙂


  2. Em Portugal existem reformados com reforma maior que o salário do PR,como é o caso de Cavaco Silva.


  3. Não vislumbro elogio possível na opção de Cavaco. Sim. Fez bem escolher a Reforma. Mas o diferencial entre esta Y o Ordenado de Presidente se fosse homem com H Y não um homem Menor destiná-lo-ia a uma Instituição de Solidariedade Social. Afinal ao fim de 5 anos são cerca de 280 000 que, repito, numa altura de Crise muita diferença fazem a uma Instituição carenciada Y a ele Não será mais do que o Preço Referencial Nacional Oficial para a Falta de Vergonha na Cara.
    Pois.O Indivíduo não é passível de elogio. Lamento. Mas para isso teria Y tem de ser mais homem.


  4. Não vislumbro elogio possível na opção de Cavaco. Sim. Fez bem escolher a Reforma. Mas o diferencial entre esta Y o Ordenado de Presidente se fosse homem com H Y não um homem Menor destiná-lo-ia a uma Instituição de Solidariedade Social. Afinal ao fim de 5 anos são cerca de 280 000 que, repito, numa altura de Crise muita diferença fazem a uma Instituição carenciada Y a ele Não será mais do que o Preço Referencial Nacional Oficial para a Falta de Vergonha na Cara.
    Pois.O Indivíduo não é passível de elogio. Lamento. Mas para isso teria Y tem de ser mais homem.


  5. Não vislumbro elogio possível na opção de Cavaco. Sim. Fez bem escolher a Reforma. Mas o diferencial entre esta Y o Ordenado de Presidente se fosse homem com H Y não um homem Menor destiná-lo-ia a uma Instituição de Solidariedade Social. Afinal ao fim de 5 anos são cerca de 280 000 que, repito, numa altura de Crise muita diferença fazem a uma Instituição carenciada Y a ele Não será mais do que o Preço Referencial Nacional Oficial para a Falta de Vergonha na Cara.
    Pois.O Indivíduo não é passível de elogio. Lamento. Mas para isso teria Y tem de ser mais homem.


  6. Não vislumbro elogio possível na opção de Cavaco. Sim. Fez bem escolher a Reforma. Mas o diferencial entre esta Y o Ordenado de Presidente se fosse homem com H Y não um homem Menor destiná-lo-ia a uma Instituição de Solidariedade Social. Afinal ao fim de 5 anos são cerca de 280 000 que, repito, numa altura de Crise muita diferença fazem a uma Instituição carenciada Y a ele Não será mais do que o Preço Referencial Nacional Oficial para a Falta de Vergonha na Cara.
    Pois.O Indivíduo não é passível de elogio. Lamento. Mas para isso teria Y tem de ser mais homem.


  7. Não vislumbro elogio possível na opção de Cavaco. Sim. Fez bem escolher a Reforma. Mas o diferencial entre esta Y o Ordenado de Presidente se fosse homem com H Y não um homem Menor destiná-lo-ia a uma Instituição de Solidariedade Social. Afinal ao fim de 5 anos são cerca de 280 000 que, repito, numa altura de Crise muita diferença fazem a uma Instituição carenciada Y a ele Não será mais do que o Preço Referencial Nacional Oficial para a Falta de Vergonha na Cara.
    Pois.O Indivíduo não é passível de elogio. Lamento. Mas para isso teria Y tem de ser mais homem.


  8. Não vislumbro elogio possível na opção de Cavaco. Sim. Fez bem escolher a Reforma. Mas o diferencial entre esta Y o Ordenado de Presidente se fosse homem com H Y não um homem Menor destiná-lo-ia a uma Instituição de Solidariedade Social. Afinal ao fim de 5 anos são cerca de 280 000 que, repito, numa altura de Crise muita diferença fazem a uma Instituição carenciada Y a ele Não será mais do que o Preço Referencial Nacional Oficial para a Falta de Vergonha na Cara.
    Pois.O Indivíduo não é passível de elogio. Lamento. Mas para isso teria Y tem de ser mais homem.


  9. Não vislumbro elogio possível na opção de Cavaco. Sim. Fez bem escolher a Reforma. Mas o diferencial entre esta Y o Ordenado de Presidente se fosse homem com H Y não um homem Menor destiná-lo-ia a uma Instituição de Solidariedade Social. Afinal ao fim de 5 anos são cerca de 280 000 que, repito, numa altura de Crise muita diferença fazem a uma Instituição carenciada Y a ele Não será mais do que o Preço Referencial Nacional Oficial para a Falta de Vergonha na Cara.
    Pois.O Indivíduo não é passível de elogio. Lamento. Mas para isso teria Y tem de ser mais homem.

  10. Ricardo Santos Pinto says:

    Já percebemos a ideia, De Puta Madre.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.