Sobre Direitos animais…

-Tornou-se politicamente correcto, moda até, defender os direitos dos animais. Muitos, para não dizer toda a sociedade, protestam contra o abandono de animais domésticos, provavelmente até mesmo aqueles que o praticam, encontrando é claro, uma qualquer justificação para explicar o seu próprio caso. Algumas associações promovem acções mediáticas contra a utilização de peles na indústria de vestuário, touradas ou criação e abate para utilização na indústria farmacêutica ou cosmética.

Não irei aqui rebater qualquer argumento pró ou contra as práticas acima descritas, também tenho as minhas opiniões, mas essas guardo para ocasião posterior, pretendo sim alertar para algo mais básico, que muitos todavia parecem esquecer. Fará sentido a maioria dos nossos alimentos, pelo menos os que consideramos mais básicos, serem taxados a 6% de IVA enquanto a comida do cão, gato ou qualquer outra espécie, paga 23%? Ao pactuar com essa prática, mesmo que por omissão, estaremos a conferir direitos aos animais? E será que alguém me consegue explicar a razão porque posso deduzir no IRS, a consulta médica ou antibiótico para me curar a gripe, ao passo que o recibo da ida ao veterinário é completamente inútil? Mesmo que seja para tomar uma vacina obrigatória por Lei.

Tenho para mim que defender os animais não é apenas levantar a voz com as câmaras de televisão por perto, ou lacrimejar quando um canil lança o alerta. Algo existe a fazer em matéria de legislação, seria talvez um bom começo, mas não vejo os activistas actuarem junto dos políticos, no sentido de conseguirem resolver primeiro questões básicas, antes de passarem às mais polémicas ou difíceis.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.