Eles também têm medo

Após as manifestações sindicais de 1 de Outubro, apareceram ontem plantadas na comunicação social notícias de que a polícia e as secretas estão atentas aos distúrbios motins e outras barbaridades que se avizinham, sublinhando desde já a ameaça que vem das manifestações convocadas para o próximo dia 15.

A lógica é simples: nós estamos aqui para vos roubar o ordenado, em nome dos bancos, aumentar os impostos, em nome de Alberto João Jardim, privatizar tudo e mais alguma coisa, em nome da troika. Vocês fiquem muito caladinhos e quietinhos lá em casa, em nome da democracia.

No fundo trazem a consciência pesada, e também têm medo, muito medo. Sondagens como a de sábado, nas ruas do Porto e Lisboa, assustam. Na Grécia já há quem seja claro: a austeridade imposta pelo saque dos donos da Europa só se conseguirá aplicar com uma ditadura. E realmente o neo-liberalismo em democracia nunca conseguiu ir muito longe, não ficando as suas afinidades com o fascismo dos anos 30 por aqui.

Na fotografia: perigoso gang ultra-radical (note-se o uso das t-shirt´s negras, são do Black Block, só pode) fotografado por mim na manifestação de Sábado, no Porto. Espero que as polícias tomem nota. Quanto ao fotógrafo pintava a cara de preto se não estivesse já fichado.

Comments

  1. Ilda says:

    De facto as duas revolucionárias terroristas da direita têm um ar feroz, digno de provocar os motins de que Passos Coelho tem medo. Medo do ‘Demo’ da ‘Cracia’. Viva o Demo.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.