Diferenças de discurso

Já aqui declarei a minha convicção de que “o cargo de presidente dos EUA depende pouco da pessoa que o exerce“.

No entanto, e no plano simbólico do discurso político, registo as palavras de Barack Obama ontem à noite perante o Congresso americano

“nenhum desafio é mais urgente” e “nenhum debate mais importante” do que a desigualdade económica, “num país onde um número cada vez menor de pessoas vive muito bem, enquanto um número crescente de americanos mal consegue subsistir”.

lançando um novo apelo ao aumento dos impostos pagos por milionários.

Em Portugal, onde que os defensores mais acérrimos do neo-ultra-liberalismo estão sempre dispostos a apontar os EUA como grande exemplo matricial, estou seguro de que estas palavras do presidente americano passarão completamente ao lado e serão levadas pelo vento.

Além disso, Obama fez o que por cá o PR também pretendeu e deu o seu próprio exemplo, mas não nos mesmos termos. Se Cavaco Silva acha que também ele é penalizado ao ponto de se queixar disso e de tentar tapar o sol com uma peneira, Obama afirmou

Precisamos de reformar o nosso código fiscal para que pessoas como eu e muitos membros do Congresso paguem a sua justa fatia de impostos

e acrescentou que

alguns bilionários pagam uma taxa fiscal mais pequena do que as suas secretárias.

Não existe comparação possível entre a relevância de Obama no xadrez mundial e a irrelevância do PR português. E quanto à visão e discurso de ambos estamos conversados.

Comments

  1. O Rural says:

    Os politicos portugas teem que imitar o Cavaco e mostra a carteira e virar as algibeiras do avesso.

    Até mostrar o cotão, só assim podemos pôr na ordem estes oportunistas destes 36 anos.

  2. marai celeste ramos says:

    Obama falou muito bem como sempre – mas eventualmente só ele estava empolgado – mas não manda nada no país e talvez por isso mesmo os outros candidadto se encarniçam tanto por estar lá em cima só pa ir para o mais alto poleiro do mundo é tentador – por cá nem o discurso convence mesmo que pudesse ser mais eficaz porque há mais modos de “mandar” – ficam as palavras de um e de outro com a sua colossal diferença


  3. Obama já está em campanha.
    Só sairá do pelouro se essa for a vontade da Elite. Se for para ficar mais um ano fica, mesmo que para isso se manipule o sufrágio como é já habitual na terra da liberdade

Trackbacks


  1. […] (em especial os do “arco da governação”) lêem jornais? E, se lêem, será que compreendem? partilhar:Facebook Esta entrada foi publicada em geral, com as tags barack obama, bill gates, […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.