Educação: Nuno Crato e a mania de mexer no que está quieto

Seguindo a linha presidencial, o Ministério da Educação e Ciência está a seguir à risca o seu plano ideológico para tornar a Escola Pública um espaço destinado à formação de trabalhadores num contexto de desenvolvimento baseado nos baixos salários e na mão de obra desqualificada.

Crato está a mexer por todo o lado, fazendo lembrar o provérbio popular de mexer, mexer, para que tudo fique na mesma, no que aos problemas diz respeito, pois claro. Apareceu a revisão curricular, depois o modelo de gestão e agora os concursos de colocação de professores. Mas, no essencial, nada!

Toda esta agitação surge num momento em que a Justiça, essa força de bloqueio, teima em dar razão aos docentes que reclamam o pagamento da compensação por caducidade dos contratos.

E esta primeira abordagem ao trabalho de Nuno Crato para mostrar que está a sofrer do mesmo mal de muitos Ministros – querer mostrar serviço, querer deixar a sua marca. Cada um, chega e mexe, agita, baralha sem nunca olhar para o que está certo, para o que foi bem ou mal feito.

Nunco Crato, nesta primeira reflexão, não merece “passar”.

 

Trackbacks


  1. […] a mente dos nossos políticos, qualquer equipa que tome conta do Ministério da Educação tem que mexer na legislação de concursos. E esta é a primeira nota a salientar – torna-se impossível […]


  2. […] da Educação e Ciência pela mão do Ministro Nuno Crato tem estado a colocar no terreno um conjunto bem significativo de mudanças, umas troikistas, outras nem por […]


  3. […] Escola Pública e serviço público de educação – livre escolha é uma mentira Posted on 13/03/2012 por João Paulo Portugal tem tido ao longo dos anos uma política algo errante em relação à Escola Pública. Errante porque a cada nova (velha!) equipa no Ministério da Educação, temos velhas mudanças. […]


  4. […] um assessor do Ministério das Finanças, que de Educação pouco sabe e que por isso se limita a mexer no que está quieto, fazendo de conta que mudar tudo, para que tudo fique na mesma ou […]


  5. […] problemas da Esquerda, que a direita não resolve Posted on 03/04/2012 por João Paulo A mania de mexer no que está quieto leva a que as escolas funcionem apesar dos ministros. À torrente legislativa que é vomitada das […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.