Não criem imposto sobre as lágrimas e a saudade

Pedro Marques, um enfermeiro português de 22 anos, emigra hoje para o Reino Unido, mas antes despediu-se, por carta, do Presidente da República e pediu-lhe para não criar “um imposto” sobre as lágrimas e sobre a saudade. “Permita-me chorar, odiar este país por minutos que sejam, por não me permitir viver no meu país, trabalhar no meu país e envelhecer no meu país (…)”, lê-se na carta.” (Público)

Sem comentários. Está tudo dito: o choro, o ódio é inevitável neste país. Viver, trabalhar e envelhecer não se quer em Portugal.

Boa sorte a todos os Pedros Marques e, já agora, a todos os que cá ficam…

Comments


  1. É pena que seja assim…
    País de m*rda!

  2. Miguel says:

    Boa sorte.

    Levem o bom nome de Portugal, talvez assim arranjem mais lugares para outros Portugueses.

  3. Fernando says:

    “Não criem imposto sobre as lágrimas e a saudade”

    Parem de dar ideias ao Coelho porra!

    • Maria do Céu Mota says:

      Fernando, tem razão!! Desta vez a ideia do imposto não foi minha, foi de Pedro Marques!! Livrei-me desta.
      Estava a pensar num post intitulado «Gaspar, rei mago Gaspar, não cries imposto por querermos apenas viver dignamente como ser humanos ».

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.