A vergonha vai à escola e uma vergonha de escola

peregrinaçãoDeve fazer parte do processo de regresso ao passado em curso: uma procissão religiosa interrompendo actividades lectivas, dentro de uma escola, neste caso em Mafra. Num estado constitucionalmente laico isto é completamente ilegal, e absurdo. As estátuas não ensinam, as crenças de cada um não se passeiam pelos templos do saber.  Mas pelos vistos aqui governa a ignorância.

Comments

  1. Hugo says:

    Que farão com as crianças cujos pais não as autorizem a assistir à procissão? E os professores? Também poderão faltar às respectivas aulas para assistir à passagem da imagem?


  2. Que horror! Ai que as criancinhas podem assistir à passagem da imagem (se os pais autorizarem)! Que vergonha… de post.


    • O fumo branco deve-lhe ter subido à cabeça e cruzou-se com a imbecilidade que já lá estava. Ainda explode, como a multidão no Vaticano.

      • sinaizdefumo says:

        O seu post é imbecil e nem por isso eu o considero a si como o imbecil. Não o conheço, não sei. Porque se achasse que era, não teria cometido a imbecilidade de comentar um post de um imbecil. O seu comentário também me parece imbecil, mas verdadeiramente não sei. Esclareça-me por favor, que caralho tenho eu a ver com o fumo branco e a multidão do Vaticano?

    • António Fernando Nabais says:

      Tem razão, ó sinais. Até proponho que os partidos políticos possam passar as suas bandeiras pelas escolas e que os alunos possam ser autorizados a assistir, para poderem gritar vivas ou morras. E também não devemos negar acesso aos muçulmanos, aos judeus, à igreja universal do reino de deus, a exorcistas ou ao professor Bambo. Ou há moralidade ou comem todos, não acha?


  3. O caminho está a fazer-se muito rapidamente.


    • O sinaizdefumo parece que agradece e fica todo contente, coitado. Espero que não seja um deles a morrer de fome, ou na miséria.

      • sinaizdefumo says:

        Desculpe mas devido a um fumo branco que me subiu à cabeça não percebi. Agradeço o quê, a quem, e fico todo contente porquê? E o quê a fome, a miséria, que é o cu tem a ver com as calças?


  4. Reblogged this on Discurso do Método.

  5. nightwishpt says:

    É para acompanhar o regresso civilizacional forçado ao resto da sociedade.


  6. Hoje anda tudo baralhado com fumos brancos…
    Melhor a “santinha” pedir ao “Patrão” para os abençoar…
    (PS.: Patrão respeitosamente com maiúscula; não vá o Diabo tecê-las…).

  7. sinaizdefumo says:

    «Devotos da religião praticada nas escolas, de NSF ou da burka, para mim é tudo a mesma seita.» Enfim um pensamento profundo. Meditemos então.


  8. Isto só lá vai com os crucifixos e a foto do presidente do conselho nas salas de aula. good week

  9. sinaizdefumo says:

    «Tem razão Vitor Augusto, esqueci-me da Inquisição. um auto-de-fé em cada escola é que era, com o frio que está aqueciam-se os alunos e os professores.» Aqui o seguidor dos métodos da Inquisição é o autor do post que se permitiu insultar, fazer pressuposições e julgamentos sumários.

  10. tiago says:

    Na Escola Secundária de Cacilhas-Tejo – Almada, há 2 anos a imagem de Nossa Senhora do Bom Sucesso – Cacilhas – Almada andou também a passear dentro da Escola

  11. Tiago says:

    Chama-se a isto Liberdade, seja ela política ou religiosa. Como se percebe no comunicado, não se obriga ninguém a assistir, mas sim, dá-se liberdade para o fazer a quem assim o entender. Sou assíduo neste blog, e concordo com muitas das vossas críticas, mas quando se cai em sectarismo tenho de discordar. Bem Haja


    • Tenha calma Tiago. Ontem foi dia de “caça às santinhas” no Aventar. Efeitos do fumo branco…

    • Maquiavel says:

      Quem ver ver santinhas que vá às Igrejas, que säo muitas e para isso é que elas servem. Uma escola é propriedade do Estado, que em Portugal é *laico*. Entendeu ou quer que lhe faça um desenho?
      Você muda logo de opiniäo quando anunciarem procissöes do Eid al-Fitr nas escolas portuguesas, mesmo que digam que não se obriga ninguém a assistir, mas sim, dá-se liberdade para o fazer a quem assim o entender.


  12. Aqui fica mais uma proposta de procissão à qual todos podem ir devidamente autorizados.

  13. xoka pik says:

    cambada de vermelhos radicais: e dizem-se defensores da liberdade… religiosa, desde que seja a certa!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.