A imagem e o problema

Os senhores F.A. Aires Ferreira, António José Ramos e Carlos Manuel Ferreira Paçó estão preocupados com a “imagem do Concelho” de Torre de Moncorvo. Lamenta-se que o façam de forma ortograficamente ambígua, conseguindo, com uma aparentemente simples missiva, pôr a nu a incapacidade de expressão escrita, não de uma comissão política concelhia, mas de três comissões políticas concelhias. Feito extraordinário, mas nem por isso inédito, nem, previsivelmente, derradeiro. Deste texto de António Fernando Nabais, poder-se-ia inclusive depreender que o teor da missiva se limitaria apenas ao descontentamento de um determinado sector da população moncorvense: os setores largos (desconhecemos o conceito).

Quando fordes paternalistas, quando fizerdes “chamadas de atenção” e “apelos à consciência”, senhores, sede-o e fazei-os em português correcto. Se optardes por sê-lo e fazê-los em português incorrecto, lede pelo menos o texto com as vinte e uma bases da incorrecção que adoptastes. Lede. Nem vos rogo que leiais os pareceres. Lede o texto. Não vos limiteis a cortar consoantes a eito. Sentai-vos confortavelmente num sofá da vossa respectiva comissão política concelhia e folheai as páginas onde se encontram impressas vinte e uma bases, devidamente indicadas com numerais romanos. Ides ficar deslumbrados.

Preocupai-vos menos com a “imagem” que outrem transmite do concelho de Torre de Moncorvo, reflecti acerca daquela que vós transmitis e, se a imagem vos desagradar, pois até assegurais compreender as razões do descontentamento, tendes bom remédio: resolvei os problemas . Este e aqueloutro. Por essa razão, e só por essa razão, fostes eleitos: para resolver problemas.

moncorvo

Comments

  1. Lidia Sousa says:

    os engraxadores do sistema

    No dia 18 de Maro de 2013 55 19:00, Aventar


  2. Sr.Francisco Valada: o seu comentário revela bem a pessoa que é. Gostei muito, principalmente do último parágrafo.Na minha opinião, a escrita, não a forma, sobretudo no conteudo, é quase como olhar para o espelho, embora muitas vezes quem vê caras não vê corações e, há pessoas que tentam disfarçar a malvadez que existe dentro delas! Parabens! Daqui a pouco estou a receber um insulto.

Trackbacks


  1. […] escreve em ortografia portuguesa europeia correcta e escorreita. Em suma, tudo aponta para um grave problema concelhio. Felizmente, tanto quanto sei, há duas câmaras (Covilhã e Caldas da Rainha) que encontraram a […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.