Armando Vara compra liberdade por 300 mil rob…euros

Vara

O que revolta mais nem é tanto a alteração da medida de coacção. Esse é um problema da nossa justiça, uma espécie de anedota nacional que permite que um pescador de 79 anos seja detido por causa de uma caixa de sardinhas enquanto outros, hábeis com peixes mais graúdos, continuem a passar entre os pingos da chuva. O que revolta mesmo é a possibilidade que um cidadão tem de comprar a sua liberdade. Armando Vara, implicado na Operação Marquês, no processo Face Oculta e indiciado por corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal, comprou hoje a sua pela módica quantia de 300 mil robalos euros.

Foto: Ana Baião@Expresso

Comments


  1. O que irrita mais na justiça é a falta de justiça , as fraudes e o desplante de quem a pratica e dos juízes que fazem vista grossa se se tivesse dedicado a pesca do robalo estava preso , tenham todos vergonha , não se compra, assume-se , seria melhor ver no dicionário e fazer a catequese

  2. A.M. says:

    A expressão e o poste são manifestamente inexactos, infelizes.
    Ele não comprou, não pagou, não ficou sem o dinheiro. Ele depositou, ou nem isso, prestou caução (pode ser por fiança, sem depósito). Se depositou, vai levantar a seu tempo…

  3. Ausente52 says:

    Fez-se Justiça em Portugal, finalmente!!!
    Desde a morte de Francisco Sá Carneiro e do eterno mistério que a rodeia,
    À saída do processo de Paulo Pedroso, sem sequer chegar a julgamento.
    Do caso Portucale
    Da compra dos Submarinos
    Ao caso Freeport
    Caso Figo – Tagus Park
    À Falência da Empresa de que Sócrates era sócio com Armando Vara.
    À licenciatura de Armando Vara e ascenção meteórica até vice-presidente da CGD e Millennium
    À corrupção dos autarcas
    De Fátima Felgueiras
    Aos doentes infectados por acidente e negligência de Leonor Beleza com o vírus da sida.
    Do mistério dos crimes imputados ao padre Frederico
    Do autarca alentejano queimado no seu carro e cuja cabeça foi roubada do Instituto de Medicina Legal
    Os crimes de evasão fiscal de Artur Albarran · Os negócios escurosdo grupo Carlyle do senhor Carlucci em Portugal com o inefável MárioSoares.
    O caso BPN e os inefáveis Dias Loureiro, Oliveira e Costa, etc etc.
    Pois é… a justiça portuguesa está de Parabéns!
    Depois de anos e anos a batalhar eis que surgem os primeiros resultados:
    MULTADO POR GUIAR BURRA EMBRIAGADO
    O agricultor que há uma semana foi apanhado a conduzir embriagado uma carroça puxada por um burra, na EN 17, em Celorico da Beira, foi condenado, em processo sumário, a pagar 450 euros de multa, pena que pode ser substituída por trabalho comunitário, (Pois este sr. trabalha e não vive com qualquer subsidio do governo)
    Foi-lhe ainda aplicada, como pena acessória, a inibição de conduzir qualquer veículo motorizado por um período de sete meses.
    A pena exclui a proibição de o arguido guiar a carroça puxada pela burra, o meio de transporte que mais utiliza, pese embora ter licença, segundo o próprio, para conduzir tractores e motociclos.
    Até que enfim…. e em tempo recorde: 8 dias depois julgado e condenado !!!!!!!!!!!!!!
    YEAAAAAAAAH!…