Mais um poema para os betinhos do CDS

A imagem que ilustrava este post e que caricaturava o sr. Dr. Albino Almeida com um preservativo no nariz (inspirado na caricatura que António fez do Papa João Paulo II em 1992) foi retirado por exigência do próprio  sob ameaça de recorrer a Tribunal

Ele é preservativos nas escolas. Ele é contracepção e aborto no 5.º ano. Ele é aulas de Educação Sexual. O pobre ex-Pai da Nação (obrigado, Jorge) deve estar a dar voltas no túmulo perante tais afrontas. Em sentido figurado, claro. Todos desejamos longa vida ao Presidente da Assembleia Municipal de Vila Nova de Gaia.
Felizmente para ele, que agora já não tem filhos na escola, há um Partido chamado CDS que defende a sua herança.
O próximo passo, ao que parece, é o de propor a abstinência sexual nas escolas.
Não podemos negar coerência aos coisinhos. Realmente, contra gravidezes indesejadas, há poucos remédios mais eficazes do que a abstinência, até porque sempre fica mais barato do que distribuir preservativos – e todos conhecemos a preocupação deles com a Dívida Pública.
É a abstinência e a masturbação. Têm ambas o mesmo efeito, mas vá-se lá saber por quê, da segunda ainda não se lembraram os 5 amigos do CDS (há mais?).

Ah, e a gente ordinária e suja, que parece sempre a mesma,
Que emprega palavrões como palavras usuais,
Cujos filhos roubam às portas das mercearias
E cujas filhas aos oito anos — e eu acho isto belo e amo-o! —
Masturbam homens de aspecto decente nos vãos de escada.
A gentalha que anda pelos andaimes e que vai para casa
Por vielas quase irreais de estreiteza e podridão.
Maravilhosamente gente humana que vive como os cães
Que está abaixo de todos os sistemas morais,
Para quem nenhuma religião foi feita,
Nenhuma arte criada,
Nenhuma política destinada para eles!
Como eu vos amo a todos, porque sois assim,
Nem imorais de tão baixos que sois, nem bons nem maus,
Inatingíveis por todos os progressos,
Fauna maravilhosa do fundo do mar da vida!
(Fernando Pessoa)

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    https://m.youtube.com/watch?v=TzwGfP98vGM

    Prás meninas do CDS era assim nos anos 70 do século passado!

  2. albino almeida says:

    Exijo ao irresponsável que aqui colocou a minha fotografia de forma tão vil que se retrate do que escreveu, ou ser-lhe-à movido um processo judicial, pois em momento algum defendi alguma coisa parecida com a “herança” que me é atribuído ter deixado na Confap.

  3. Ricardo Ferreira Pinto says:

    Obviamente, quando me refiro à sua herança, não digo que defendia a abstinência sexual nas escolas como matéria de estudo. Nem o senhor, penso, seria capaz de ir tão longe. Aliás, não creio que seja posição oficial do próprio CDS.
    Quanto ao resto, mantenho, até porque essa frase (a da «herança») referia-se apenas à forma retrógrada como a Confap se manifestou, no seu tempo, contra a distribuição de preservativos nas escolas. A Confap manifestou-se contra e Albino Almeida deu várias entrevistas à Comunicação Social nesse sentido.
    «Retrógrada»? Pode não concordar comigo, claro, mas é a minha opinião. Se me quer processar por delito de opinião, força.
    Desejo-lhe um Feliz Natal.

    • Albino Almeida says:

      Em correspondência trocada por e-mail que deixo ao seu encargo tornar pública, já deixei muito claro porque não me interessa muito a substância do que escreve, porque é mentira e não tem racional, como aliás quem ler as suas “fontes” perceberá.

      A questão é a da utilização da minha imagem pessoal para credibilizar a sua escrita eivado de equívocos, para ser simpático em tempo de Natal, ou simplesmente mentiras, quando olhadas pelos registros formais e factuais da história! É isso! Mais nada!

  4. Espirito Natalino says:

    É Natal, deixem lá o Pai da Nação ter um momento de estrelato.

    • Albino Almeida says:

      Não fui, não sou, como nunca serei, o Pai da Nação! Nem da CONFAP! Há qual não presido, desde Abril de 2013.
      Presidento, isso sim, desde Outubro de 2013 à Assembleia Municipal de Gaia!
      A ignorância é sempre atrevida!

  5. Albino Almeida says:

    Três notas finais, em tempo de Natal, tempo de familiares – os presentes e também os já ausentes – tempo de sentimentos mistos, a que nenhum ser humano foge… e no qual ocorreu toda esta conversa, cujo epílogo registo.
    Por isso,

    1 – Não faço nenhuma questão de ser tratado por “Dr”, ou “Prof”. Sou Albino Pinto de Almeida. Com esse nome morrerei. Professor do 1.o ciclo, com muita honra, obtido na então EMPP, o histórico Magistério Primário, tendo exercido essa profissão, durante vários anos.

    2 – Informo sempre – não ameaço – que vivemos num Estado de Direito e e de direitos, sem prescindir, pois Ser Charlie é, para mim, respeitar para ser respeitado. A começar pela verdade histórica. A defesa do meu bom nome e da verdade histórica é inalienável e imprescritível!

    3 – Churchill dizia “Palavras breves são as melhores e as palavras velhas, quando breves, são as melhores de todas.”

    Aqui ficam:

    “Quem não se sente não é filho de boa gente”!

    Com honra igual à sua,

    Albino Almeida


  6. Encaixe não é para todos. Boas Festas.

  7. jpfigueiredo says:

    “(…) CONFAP! Há qual não presido, desde Abril de 2013.” Ah, grande professor do primeiro ciclo! Desejo-lhe um Bom Prontuário (H)ortográfico!

    • Albino Almeida says:

      Ah, grande colega, comissário e corrector! Não sabias que há alturas em que estas máquinas se sobrepõem à nossa vontade? Não dou erros desde as primeiras letras! Sugiro que comas o prontuário (h)ortográfico com às pencas, hoje à noite! Até à meia noite… terás sempre tempo! Há noites assim!

      • Albino Almeida says:

        É como a palavra “Presidento”… que ficou no mesmo comentário! Há coisas que acontecem sem que nos apercebamos logo! E, como não esperava ler mentiras a meu respeito neste respeitável blogue, alguma revolta à mistura!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.