Deputado Leitão Amaro acusa “um governo socialista” por causa dos swaps. Fala verdade ou mentira?

O Deputado Leitão Amaro, do PSD, sacudiu a água do capote. A acusou “um governo socialista” e afirmou que os swaps “foram assinados no tempo do governo de José Sócrates”.

O governo em funções é o responsável máximo, isso é claro. Mas há muita gente com responsabilidade pelo caminho. É o PSD assim tão inocente como afirma o deputado Leitão?

É o que vamos ver neste post.

Metro do Porto (Foto: Jcornelius)

[Read more…]

Saiu-lhes o tiro pela culatra 

Lendo o artigo fico com a seguinte interpretação. O PSD lembrou-se de tiar uma carta da manga para fazer política: propor que a UTAO avaliasse o custo da solução escolhida para o Novo Banco. Como para chico-esperto, chico-esperto e meio, os partidos que suportam o governo avançaram que seria de avaliar o custo das alternativas. Ao que o PSD  concordou, até que ficou claro que estes estudos teriam que ser simultâneos. Lá se ia a janela temporal para fazer demagogia. Gorada a intenção, resolveu o deputado Leitão vir para a comunicação social fazer o teatro que estava guardado para mais tarde. É o que se arranja. É claro que se passou uma borracha sobre a palhaçada, essa sim digna de ditadura, que teve lugar em sede própria. 

Da falência moral do PSD passista

uma

Quando em Novembro o secretário de Estado Mourinho Félix acusou o deputado do PSD Leitão Amaro de “profundo desconhecimento do RGIC [Regime Geral das Instituições de Crédito] ou uma disfuncionalidade cognitiva temporária“, a bancada laranja incendiou-se em indignação e o caos instalou-se no Parlamento. Na altura como agora, continuo com algumas reservas sobre a violência de, no calor do debate, acusar um deputado de “disfuncionalidade cognitiva temporária”. Perante outros casos que vimos no passado, e podem encontrar aqui três bons exemplos, parece-me algo muito light.

Mas vamos assumir, com toda a legitimidade que lhes assiste, que o nível de virgemofendidez do PSD estava, naquele dia, muito elevado. Podemos ser condescendentes e aceitar que o deputado Leitão Amaro se sinta ofendido? Podemos sim senhor. Apesar de tudo, esperamos sempre um pouco mais de elevação dos representantes máximos dos portugueses. Assim, e pela mesma ordem de ideias, ver Maria Luís Albuquerque acusar António Costa de “ignorância e iliteracia, no mesmo dia, poderá também ser considerado um insulto. Pieguices. [Read more…]