"Sem Eira, nem Beira" Sócrates foge de tudo e de todos

Diz o povo que a água não passa duas vezes debaixo da mesma ponte, mas qualquer aluno que pegue no esquema do ciclo da água pode facilmente argumentar em sentido contrário.
Lembrei-me disto ao ver o nosso (salvo seja) primeiro a fugir da Democracia, isto é, do Poder do Povo, tal como tinham fugido dos alunos no Porto.

Tal como disse antes, o tema que os Xutos recentemente editaram,”Sem eira nem beira”, tem tudo para se tornar um hino à luta contra este Governo – não me preocupo se o Zé Pedro está preocupado com o uso “contestatário” da “sua” música. No momento em que eles a editam, ela passa a ser de cada um dos seus ouvintes. Aliás, esta é uma ideia que creio ter visto escrita por Lobo Antunes, que diz que os livros não são dele. São de cada um dos leitores.

Assim, quer o Zé Pedro queira, quer não queira, à nossa maneira vamos, aqueles que longe do poder tentam sobreviver diariamente, continuar a “perseguir” o Primeiro porque não é possível ele continuar a fugir.
E não pode fugir porque, pelo menos este ano, temos encontros marcados. E são logo 3.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Sócrates não ouve ninguem.cavaco veio dizer isso mesmo.A política de Sócrates tem sido atirar dinhero para cima dos problemas, fazer negócios com os mesmos de sempre.Utilizar a CGD para controlar um banco privado.Não pode andar a gritar que já resolveu os problemas todos quando à sua volta tudo está a cair.lembram-se quando ele e o sue ministro das fainanças juravam que estávamos preparados para enfrentar uma crise que tinham negado quando já todos a tinham à porta?Este homem é muito perigoso!


  2. Concordo. Não há espaço para fugas.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.