O Glorioso


Na minha vida profissional visitei vários países e em todos eles a admiração pelo Benfica era total!
Um belo dia, fui apanhado na baixa de uma cidade alemã com um cachecol do Benfica, por um grupo ruidoso de holandeses. Ruidosos e bêbados, logo ali me levaram literalmente, ao colo, para a primeira cervejaria que encontraram. Ainda pensei que íria passar um mau bocado, mas não, a malta queria “estórias” do Glorioso! Lá estive um par de horas a falar-lhes do Águas, do Coluna,do Eusébio, jogadores que constituiam a equipa que melhor futebol tinham visto praticar. Pura admiração!
Saí orgulhoso e tenho contado inúmeras vezes este episódio. É a minha maneira de rejeitar gente que não merece um clube com o historial do Benfica! O Glorioso para sempre!

Comments


  1. “Lá estive um par de horas a falar-lhes do Águas, do Coluna,do Eusébio, jogadores que constituiam a equipa que melhor futebol tinham visto praticar.”Ter recordações e memórias é bom, divertido, traz alguma saudade, permite-nos umas horas bem passadas e, talvez, uma ou outra cerveja de boa qualidade, mas viver de saudades não é saudável.Pois é, Luís, do tempo em que o futebol era a preto e branco. Do tempo da outra senhora. Este é agora o tempo de outros senhores: FC Porto.

  2. Luis Moreira says:

    Claro, José, é essa mesma a minha mensagem que deixo aos “patos bravos” e aos “vendedores de pneus” que quiseram ser presidentes do SLB para terem reconhecimento social!Podem levar o Benfica ao inferno mas será sempre Glorioso!

Deixar uma resposta