Políticos e Macacos:

Políticos e Macacos

Primeiro li a expressão no “i” e depois voltei a vê-la no Intervenção. Ao que parece, um “Tory”, a propósito de umas facturas de despesas mirabolantes metidas por políticos de todos os partidos da Grã-Bretanha e tendo em conta os baixos salários dos mesmos afirmou:

Se pagas com amendoins, terás macacos”.

Eu já sabia que a maioria dos políticos portugueses com cargos executivos é mal paga. Mas desconhecia que caso análogo se passa em terras de Sua Majestade. O mesmo se diga no tocante aos quadros da função pública.

Como se pode resolver tal? Penso que pela conjugação de três factores apensos ao salário: produtividade, competência e redução do número de cargos políticos executivos e do número de quadros na função pública. Concedo, porém, que no caso dos cargos executivos políticos, a avaliação é mais fácil e democrática (de quatro em quatro anos a população, através do voto, afere de tal). Já na função pública, essa avaliação só pode ser feita através de elementos externos e verdadeiramente independentes. O que nunca é fácil nem totalmente fiável mas bem pior é a avaliação pelos seus pares e pela classe política dirigente do organismo em causa.

Sendo certo que temos ministros, secretários de estado, deputados, vereadores e outros que tais em número excessivo, não o é menos que são mal pagos tendo em conta as tarefas e responsabilidades que lhes estão atribuídas.

Comments


  1. “Já na função pública, essa avaliação só pode ser feita através de elementos externos e verdadeiramente independentes.”? O Fernando, não há isso de independentes. Podem ser mais competentes, mais profissionais e menos permeáveis a pressões, mas independentes…

  2. Luis Moreira says:

    José, na minha vida de gestor tenho avaliado milhares de pessoas.Há uma série de técnicas e principios que formatam um processo que subjectivo,pode e deve corresponder aos anseios da escola e dos professores!Eu dou explicações.Gratuitas!E sem burocracia!

  3. Luis Moreira says:

    fernando, então estes gajos por tão pouca coisa, são suspensos ?Antes que estraguem a Democracia é melhor virem cá ao reino da batota…


  4. Tenho uma familiar que é funcionária pública e que tem funções de chefia, por isso avalia os seus funcionários. De alguns, é grande amigo. Com um deeas, dorme. É o namorado. Acredito na sua isenção. Mas para quem está de fora…

  5. Luis Moreira says:

    Num caso desses tem que funcionar a responsabilidade.Se não pede a outro que faça a avaliação.


  6. A lei não permite. Tem de ser ela a avaliar. Mais ninguém pode.

  7. Luis Moreira says:

    Então a menina tem que ter juízo no toutiço ou não está à altura da empreitada!

Deixar uma resposta