De volta ao mar – Reestruturar os portos


Reforçar a capacidade competitiva, dando uma orientação comercial e de gestão portuária e aumentando a sua eficiência económica. Criar um “megahub” no porto de Sines, integrado em redes de portos à escala internacional, o que exige novas frentes de acostagem.
O sistema nacional deverá ter dois “hubs”, um nos portos de Lisbos/Setúbal e outro nos portos de Aveiro/Leixões, com junção das respectivas administrações, criando entidades com dimensão europeia. Terá ainda “hubs” nas regiões autónomas (Ponta Delgada, nos Açores e Caniçal na Madeira) e portos de carga regionais com capacidade até 5 milhões de toneladas (Figueira da Foz,Viana do Castelo,Praia da Vitória e Horta), sendo desenvolvidos como portos de cabotagem e transporte marítimo de curta distância. Ainda terá portos locais sem capacidade de inserção nas redes inetrnaionais (Portimão e Faro).
É fundamental alterar o enquadramento fiscal e legal, que não é propício ao desenvolvimento dos transportes marítimos! Um mar de oportunidades!
Amanhã desenvolveremos outro tema enquadrado no estudo do Prof. Ernâni Lopes “Hyper Cluster da Economia do Mar”.

Comments

  1. Carlos Fonseca says:

    Luís, estou 100% de acordo, desde a estrutura portuária de Lisboa não seja sobredimensionada, via Liscont, e aprodunde sobretudo a vocação de porto turístico, aberto aos navios de cruzeiro.

  2. Luis Moreira says:

    Carlos, é por não haver uma visão estratégica em relação às actividades do mar que os “negócios Liscount” florescem!


  3. em relação ao porto de leixões é importante relembrar que ele poderia ser o porto de salamanca caso a linha do douro estivesse convenientemente actualizada.a infraestrutura está lá, o potencial (mercadorias e turismo) também.como é dito em http://www.acdporto.org/2009/05/15/carta-aberta-a-associacao-de-cidadaos-do-porto-braga-e-aveiro-tua-e-artificialidades/“É possível criar uma rede ferroviária entre Leixões e Salamanca, que até seja sustentável financeiramente”

  4. Luis Moreira says:

    Vitor, Salamanca fica mais perto de Leixões do que qualquer porto Espanhol!

Deixar uma resposta