O Banco de Portugal merece aumento

O que o Banco de Portugal sabia em 2005 sobre o BPN!
Operações domiciliadas no BPN Cayman eram feitas num sistema informático próprio, a que acedia um número restrito de pessoas. Os mecanismos de controlo necessários aos príncipios preventivos de braqueamento de capitais não foram aplicados.
O crédito concedido a diversas entidades associadas a El-Assir, empresário envolvido juntamente com Dias Loureiro no ruinoso negócio de Porto Rico, não era reportado de forma consolidada, embora o montante (42.9 milhões de euros) obrigasse o BPN a fazê-lo.
A SNL Imobiliária, apesar de ter vendida em Agosto de 2000 por recomendação do Banco de Portugal, continuava a ser gerida em 2005 no interesse do grupo e estava nas mãos de cinco accionistas da SLN.
O procedimento do crédito no BPN tinha uma organização muito deficiente dos dossiês de crédito e gestão de acompanhamento das carteiras, um problema tambem detectado em 2002.Muitas propostas de crédito estavam fora do sistema.
Como se vê o BdP na pessoa dos seus administradores e directores merecem todos aumento.De trabalho!

Comments

  1. maria monteiro says:

    Mas o problema é que só sabem trabalhar no mau sentido.

  2. Luis Moreira says:

    O BP está transformado no instituto de estudos que ninguem lê…

  3. maria monteiro says:

    e para juntar a esses que ninguém lê, ainda são capazes de encomendar mais uns estudos a gabinetes do exterior… que ninguém vai continuar a ler.

  4. Luis Moreira says:

    Claro!Aquela gente devia ser operacional, andar fora dos gabinetes, junto aos bancos e aos ROCs.

Deixar uma resposta