Perante esta vergonha tenho de me calar

Não. Mesmo que haja a queda de um qualquer Governo na Europa. Não. Mesmo que o mundo esteja para acabar, mesmo que a Coreia do Norte faça mais alguns testes nucleares, mesmo que haja um terramoto ou uma qualquer declaração disparatada na campanha para as Europeias.

Não.

Depois disto, hoje não vou escrever ou comentar mais nada.

Hoje tenho vergonha da humanidade. Não só por causa de António Cañizares mas muito por causa dele.

Notícia do JN:

Cardeal espanhol relativizou abusos sexuais praticados em instituições religiosas irlandesas.

Em declarações à TV3,  o Cardeal espanhol António Cañizares comparou os episódios de abusos sexuais nas escolas católicas da Irlanda com o aborto. Para o cardeal os abusos são menos graves que os aborto.

Em entrevista à TV3, o cardeal pediu perdão pelos abusos sexuais a menores praticados entre os anos 50 e 80 nas escolas católicas irlandesas. Em contraponto, afirmou que esses crimes são menos grave as “milhões de vidas destruídas” pela prática do aborto.

Para argumentar o cardeal explicou  que o aborto “destruiu legalmente mais de 40 milhões de vidas humanas, quando a legislação deveria dar apoio aos direitos e à justiça.” E vai ainda mais longe quando afirma que a reforma da lei do aborto debilita os fundamentos da sociedade, porque “o primeiro direito é o direito à vida”.

O governo espanhol, pela voz da ministra da Saúde e Política Social, Trinidad Jiménez, já respondeu às declarações do cardeal, ao classificá-las de “muito graves”. A ministra acrescenta que  são afirmações “irresponsáveis e inoportunas”  e que não são comparáveis os casos dos abusos sexuais de menores com o aborto.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Isto é realmente um vómito! Mas o senhor Cardeal fala todos os dias com Deus, que podemos nós pobres mortais?

  2. Carlos Fonseca says:

    De facto, é inacreditável como uma figura destacada da hierarquia da igreja católica tem tal discurso. Penso, todavia, que ainda se torna mais grave por reflectir a posição dos altos dignatários da igreja e mediante a complacência (?) do Papa. Vergonhoso.

  3. dalby says:

    A Irlanda sempre foi um país horrível , falso e hipócrita. Teve uma história de merda e uma violência inacreditável. Tiveram alguns bons escritores que tiveram a esperteza de promover..o boom económico faz parte dessa mediocridade….É MAIS UM CASO SINTOMÁTICO DE «I’VE SEEN THAT MOVIE TOO»..

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.