Por terras de Sua Majestade (VI)

País de Gales, 2.7 milhões de pessoas com Cardif como capital. Antes uma bela cidade, Chester, parada no tempo, com as suas igrejas e casas ajardinadas. Logo a seguir, Llangollen, onde se fala Galês. No caminho, a região dos lagos e das montanhas, um verde luxuriante, parque protegido.
Betão nem vê-lo. Nao há, casas de madeira e a contar-se pelos dedos, servem de apoio às pessoas que trabalham no parque.
Oscar Wilde, foi aqui que centrou o seu livro – O leque de Lady Winthermere – e que William Wordsorth baseou toda a sua obra romântica.
Lancaster, cidade de onde saiu a nossa Rainha Filipa de Lencastre.
O maior lago tem 2 Kms de largura, Windermere, que vai de Ambleside a Bowness. Proibido pescar e há um serviço de barcos óptimo, bem aprazível, apesar da chuva.
Hoje estou em Londres, com muita chuva.
Começo a perder a paciência com os empregados dos hotéis e restaurantes. Muito maus, por aqui. O nosso turismo trabalha muito melhor.

Comments

  1. Adalberto Mar says:

    Não impliques muito com eles, cuidado com o cuspe na sopa..ontem impliquei com os empregados no ‘solário moinho de vento’, no Porto e acho que comi vitela assada «a la cuspe»!!

  2. maria monteiro says:

    LM e “A”, regra única : nunca implicar nem perder a paciência…

  3. dalby says:

    Às vezes esqueço-me do que eles ganham, das horas que trabalham e do que ouvem..e ai ..depois fico um pouco com a sensação de culpa!

  4. maria monteiro says:

    sim é isso … todos nós por vezes vamos esquecendo