Poemas do lusco-fusco

Há muito que não se via o sol
assim
impensado
temperado
macio
assim de amor
e de cio.
Uma aragem leve
de maresia
morna
sensual
passa por cima das algas
e das ideias
e traz ao pensamento
o sono das palavras.

      (adao cruz)

(adao cruz)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.