Eu sou ateu graças a Deus

Não sabia que existia uma Associação Ateísta Portuguesa. E mais surpreso fiquei quando li a sua comunicação. É que a matéria que lá se trata nada tem a ver com o facto de se acreditar ou não na existência de Deus. O que lá se trata é da Laicidade do Estado! Coisas bem distintas!

Acreditar que o Estado e a religião ( qualquer religião) devem estar separados, segundo a velha máxima, A Deus o que é de Deus, a César o que é de César, é o caminho que foi seguido pelas sociedades ocidentais. Identificar o Estado com Deus e com uma determinada religião é o caminho que foi seguido pelas sociedades Muçulmanas.

Nestas a religião e a hierarquia religiosa fazem parte do aparelho de Estado, o que tem contribuído para o apagamento de uma civilização outrora pujante e criadora. Veja-se a luta que se travou nos USA na era de Busch, entre o executivo e a ciência, com Busch a impedir a utilização de técnicas científicas por razões religiosas. E isto nos USA que é um Estado laico!

No Ocidente a força da hierarquia religiosa, com principal enfoque na hierarquia Católica, resulta de séculos de doutrina e advem da profissão da fé, de milhões de pessoas. Hoje a Igreja Católica não participa do poder político, embora tenha a influência de ser uma força decisiva na constituição do Estado Ocidental moderno.

Convem, pois, não confundir conceitos e não partir para conclusões que vão sempre no sentido de “a galinha do vizinho” é melhor que a minha!

Comments


  1. Palavras para quê? O Luís disse exactamente aquilo que quis transmitir. Não vale a pena iniciar uma guerra religiosa, quando a própria Igreja nisso não está minimamente interessada. A sociedade civil dentro dos partidos, não tem sabido gerir os problemas, essa é a verdade.É certo que virão de imediato alguns com as chamadas “questões fracturantes”, justificando-se logo com a oposição da hierarquia católica. No entanto, toda a oposição advém sobretudo da forma das coisas e não da essência, ao contrário daquilo que se quer fazer crer. se a direita portuguesa não fosse tão idiota, teria resolvido o problema, obrigando o sr. Guterrres a estender as uniões de facto a toda a gente interessada, liquidando o problema que agora existe. Como de costume, dá-se muita importância ao acessório – o espectáculo – e encolhem-se os ombros perante o essencial. Tudo o mais não passa de propaganda.Mas em pleno século XXI reeditar as maluquices do Robespierre saloio, o sr. Afonso Costa, não passa de uma excentricidade que nos sairá cara. Em caso de confronto, até já adivinhamos quem será o vencedor final…

  2. Rode Madalena de Jesuz says:

    Cristo o exterminador do futuro!Cristo diz: ´´Não cuideis (pensem) que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; 35 Porque eu vim pôr em dissensão (desentendimento) o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra; 36 E assim os inimigos do homem serão os seus familiares.“ Mateus 10:34 O homem precisa sofrer para perder o apego a seu corpo (casca), e lembrar de quem realmente é.Lembrem de um dito popular chinês, ´´quanto maior o apego maior será o sofrimento precisamos aprender a amar sem apego