TABAGISMO

TABACO

Podemos dizer que, “em média, os fumadores morrem 10 anos mais cedo do que os não fumadores”.

O tabagismo é responsável por:
– 87% dos casos de carcinoma do pulmão.
– 50% de doença pulmonar crónica obstrutiva.
– 21% das doenças coronárias.
– 18% das doenças cérebro-vasculares.
– 80% dos casos de carcinoma do esófago.
– 93% dos casos de carcinoma da cavidade oral.
– 82% dos casos de carcinoma da laringe.
– 50% dos casos de carcinoma da bexiga e rim.
– 14% dos casos de leucemias.

O risco de ter cancro é o dobro nos fumadores, e quatro vezes mais nos grandes fumadores.

Outras patologias relacionadas com o tabaco:
Aparelho respiratório superior:
– Faringite, laringite crónica, disfonia.
– Diminuição do olfacto, rinite, sinusite.
– Hipoacusia e vertigens.

Aparelho respiratório inferior:
– Exacerbação da asma.
– Infecções respiratórias.
– Pneumonia bacteriana.
– Pneumotórax espontâneo.

Cavidade oral:
– Alteração da pigmentação dos dentes.
– gengivite e periodontite.
– Estomatite.
– Alterações do paladar.

Outros:
– Impotência e esterilidade.
– Osteoporose.
– Infertilidade.
– Menopausa precoce.
– Envelhecimento cutâneo.

Na mulher grávida:
– Frequência de defeitos congénitos (lábio leporino, fenda palatina, sindactilia, estrabismo, Tetralogia de Fallot).
– Hemorragias.
– Abortos espontâneos.
– Gravidez ectópica.
– Hipoglicemias e anemia.
– Placenta prévia e descolamento da placenta.
– Parto prematuro.
– Complicações durante o parto.
– Recém-nascido de baixo peso.
– Morte súbita do recém-nascido.

Tabagismo passivo no lactente:
– Diminuição do desenvolvimento físico.
– Morte súbita.
– Cancros pediátricos (cerebrais e hemáticos).

Tabagismo passivo na criança:
– Aumento da incidência de doenças respiratórias agudas.
– Sintomas respiratórios crónicos.
– Perturbação do estudo da função pulmonar.
– Indução e exacerbação da asma.
– Infecções do ouvido médio.

NOTA: Estes dados são retirados de um artigo da pneumologista Cecília Pardal.
No post seguinte relatarei os benefícios que resultam da cessação tabágica.

Comments


  1. […] Adão, eu li os seus textos de hoje (este e depois este) e assenti em silêncio a tudo o que li. Eu sei que reduzi o risco de contrair […]

Trackbacks


  1. […] Publicado em 9 de Outubro de 2009 por XX Ex-Autores XXAmigo Adão, eu li os seus textos de hoje (este e depois este) e assenti em silêncio a tudo o que li. Eu sei que reduzi o risco de contrair […]


  2. […] Publicado a 09/10/2009 por Carla Romualdo Amigo Adão, eu li os seus textos de hoje (este e depois este) e assenti em silêncio a tudo o que li. Eu sei que reduzi o risco de contrair […]

Deixar uma resposta