Obama

Remar contra a maré

Por acaso até gosto de remar contra a maré. Mesmo quando representa uma dose suplementar de esforço físico ou de sobrecarga psicológica.

Talvez por isso, sou dos que concordam com a atribuição do prémio Nobel a Barack Obama e numa coincidência típica de blogger até lembrei, dias antes, a atribuição do mesmo a Martin Luther King. Mesmo sendo eu um céptico em relação ao Nobel.

A candidatura e consequente eleição de Obama como Presidente dos Estados Unidos da América é, por si só, merecedora de um Nobel da Paz que deveria ter sido atribuído ao povo americano. Ora, sendo Obama o Presidente de todos os americanos, cabe-lhe a ele receber tal distinção. O povo americano soube, nessas eleições, votar pela Paz, por um Mundo melhor, pela esperança. Uma mudança impressionante em termos de paradigma político naquela que ainda é a maior potência mundial. Bastaria para Nobel da Paz.

A eleição de Barak Obama marca um corte radical com um passado recente pleno de tiques imperialista e representa, estou certo, uma alteração no futuro político do ocidente cujas consequências e repercussões só serão visíveis daqui a alguns anos. Os EUA souberam assumir o erro de anos e anos de administração Bush e souberam interpretar, como ninguém, a mudança necessária, diferente, para tempos igualmente diferentes.

A Academia Sueca percebeu que estamos perante uma das mais importantes alterações políticas desde a queda do muro de Berlim, uma revolução silenciosa iniciada nos Estados Unidos e, como uma gripe, contagiante a todo o mundo ocidental. A Academia Sueca, com esta escolha, está a premiar todo um povo por ter oferecido a um mundo de políticos cinzentos, uma luz de esperança. Sou um utópico? Tenho dias…

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Por acaso não me ajudou o engenho e a arte para escrever isto, mas tentei.


  2. Só falta exigirem ao homem que resolva o problema do buraco na minha rua…


  3. exagerado!eheheheheh. Se a tertúlia se realizar aqui no Porto podes trazer essa gente toda: quantos são, quantos são? ehehehehe

  4. Luis Moreira says:

    A esperança que ele trouxe para a vida pública.

  5. maria monteiro says:

    de certa forma também uma esperança para a RAÇA HUMANA

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.