10% em Banco de Sementes

"Botânicos britânicos anunciaram ontem ter reunido sementes de 10% das plantas mais ameaçadas do planeta, naquela que é a primeira etapa de um "banco" destinado a preservar a biodiversidade mundial."

"Para Stephen Hopper, director dos Jardins Botânicos Reais, num momento em que aumenta a inquietação com as alterações climáticas e a perda da biodiversidade, o Banco de Sementes do Milénio é "uma verdadeira mensagem de esperança e um recurso vital num mundo de incerteza"."

Para mim, isto quer dizer: "Bem, parece que este planeta está mesmo marado, portanto mais vale começar a guardar "originais" antes que vão desta para melhor". Se calhar sou só eu a pensar assim, já que sou extremamente pessimista. Mas vai daí, estas alterações climáticas, que já se sentem bem, podem ser passageiras. Depois da tempestade, vem sempre a bonança, não é verdade? O que também não deixa de ser verdade, é que depois da bonança, também vem sempre a tempestade. Resta saber em que ponto estamos agora. Acho curioso é que se refira que "não existe outro banco de sementes deste tipo no mundo", quando no ano passado, o nosso Durão Barroso andou a inaugurar uma mega estrutura enterrada no Ártico (Svalbard International Seed Vault), precisamente para salvaguardar a biodiversidade das espécies de cultivo.

Motivo para alarme?! Não, nada disso! Afinal, são só cientistas e empreendedores a construírem bancos de sementes e mega-estruturas em regiões remotas, com o intuito de preservar a biodiversidade… só para o caso de algo correr mal.

Estou confiante. Vai correr tudo bem…

"Entre 60 mil e 100 mil espécies de plantas estão ameaçadas de extinção, ou seja, um quarto das espécies conhecidas, o que se deve sobretudo à desflorestação, segundo os responsáveis dos Jardins Botânicos reais."

Comments


  1. Isac, já estive a milhares de kms das fontes de poluição,a ver um gigante de neve (Perito Moreno)a soçobrar.

  2. isac says:

    Na Patagónia? Não sabia que se podia ir até aos glaciares. Deve ser um lugar de cortar a respiração. É pena que esteja a desaparecer.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.